Volta a Africa 2017 vai ser apresentada no YAMAHA Experience na Marina de Cascais

Volta a Africa 2017 vai ser apresentada no YAMAHA Experience na Marina de Cascais
A Yamaha Motor Portugal vai realizar nos próximos dias 20 e 21 de maio, das 10 às 19 horas na Marina de Cascais o YAMAHA EXPERIENCE, um evento promovido pela marca japonesa que pretende proporcionar dois dias de experiências com os diversos produtos da marca dentro das suas três vertentes: MARINE, POWERED VEHICLES e MUSIC.
 
Nesta iniciativa vai ainda ser apresentado o projeto solidário Volta a Africa 2017. Esta ideia nasce da vontade de três amigos, amantes das viagens em duas rodas, que vão percorrer cerca de 40 000 quilómetros em Africa cada um com uma Yamaha Ténéré XT660Z.
 
Venha até à Marina de Cascais no sábado dia 20 de maio pelas 15h30m para conhecer estes aventureiros que lá estarão para apresentar as suas motos e explicar o seu projeto. No final desta apresentação terá lugar a Partida Simbólica para este grande desafio. No dia seguinte, domingo 21 de Maio, entre as 9:00 e as 10:30, junto ao Mosteiro dos Jerónimos os viajantes vão fazer a sua despedida da capital portuguesa e partirão para o percurso que os levará até Angola.
 
Sobre o Volta a Africa 2017
 
O Volta a Africa 2017 é um projeto pensado por três amigos que pretendem viver uma experiência única ao mesmo tempo que vão levar apoio às populações mais carenciadas que vive em locais remotos destes países. Nesta viagem, reduzidos a dois após um infeliz acidente do terceiro aventureiro, o grupo vai doar “kits” higiene dentária, roupas e artigos escolares. Mas, também é intenção promover e divulgar os locais de passagem, seja a nível turístico, cultural ou social.
 
Durantes os largos meses que vai durar esta aventura, o grupo vai viver os costumes e conhecer verdadeiramente as gentes dos países por onde vão passar sendo que a viagem será dividida em duas etapas ao longo do território africano. A primeira vai ligar Lisboa a Angola e a segunda parte será realizada entre Angola e a Zâmbia com regresso novamente a Angola.