Vive-se bem em Lisboa, segundo dados do Eurostat

Vive-se bem em Lisboa, segundo dados do Eurostat
Lisboa foi a única região portuguesa a ter, em 2013, um PIB per capita acima da média da UE, ainda que de apenas 8%, sendo que em todas as outras regiões a riqueza média por habitante ficou abaixo.
 
Segundo os dados hoje divulgados pelo Eurostat, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita de Portugal representou, em 2013, 78% da média da União Europeia (UE).
 
Por regiões, Lisboa destaca-se com um PIB por habitante equivalente 108% da média da União Europeia, sendo assim a única região portuguesa cujo PIB fica acima da média.
 
Já o Norte foi a região com um PIB per capita mais baixo, representando 64% da média europeia, seguido do Centro (67%), Alentejo (72%) e Algarve (79%). Nas regiões autónomas, nos Açores o PIB per capita foi de 71% da média europeia e na Madeira de 74%.
 
Olhando para todas as regiões da União Europeia, Londres era em 2013 a região mais próspera, com um PIB per capita equivalente a 325% da média. As outras regiões mais ricas são Luxemburgo (258%) e Bruxelas (207%).
 
Nas regiões com um PIB mais baixo está a ilha de Mayotte, um departamento francês junto a Moçambique, com apenas 27% do PIB per capita médio europeu, e três regiões da Bulgária, com cerca de 30%.
 
O Eurostat avalia o PIB por habitante regional em termos de paridade do poder de compra. Avisa, no entanto, que em algumas regiões há fluxos que não são criados pela população residente e que fazem subir a riqueza produzida.