Vila de Cascais comemora 648.º aniversário

Vila de Cascais comemora 648.º aniversário

Os 648 anos da outorga da Carta de Vila a Cascais, por D. Pedro I, foram assinalados esta quinta-feira, dia 7 de Junho, com a atribuição de medalhas que distinguiram o mérito e os relevantes serviços prestados ao município por cidadãos e instituições.
Passaram 648 anos que Cascais foi elevada a Vila e o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, que também comemorou o seu aniversário, falou do futuro, na criação de cadeias de valor e emprego, sem esquecer a união entre os cascalenses: “Dentro de apenas dois anos, a nossa Cascais comemora 650 anos. É uma marca que devemos ter presente porque será mais um momento marcante da nossa identidade. É um marco histórico que tem a força natural de nos impelir para a união. É uma marca que assinala transformações. Tal como há 50 anos, nas comemorações dos 600 anos, marca uma geração. Foram essas transformações que começámos a antecipar no presente, apostando na criação de cadeias de valor capazes de gerar prosperidade e emprego, sem dúvida o bem mais escasso de todos. Mas, sobretudo, antecipamos essas transformações para que Cascais saia mais forte, mais vigorosa e mais competitiva, dos tempos incertos que vivemos”.
Carlos Carreiras adiantou ainda que os tempos são difíceis também para os autarcas e a melhor maneira é a colaboração dos próprios munícipes na participação autárquica: “tenho a consciência clara que o futuro só não nos trará surpresas indesejáveis se formos capazes de envolver os cidadãos nas decisões da Rés-Publica. A política, seja ela nacional ou municipal, é o domínio dos cidadãos. Por isso, apostamos e aprofundamos as ferramentas de Democracia Participativa”.
As comemorações do 648º aniversário da Vila de Cascais, que decorreram pela primeira vez na requalificada Cidadela, ficaram assinaladas pela atribuição de doze medalhas de mérito municipal, num reconhecimento público de mulheres, homens, instituições e forças de autoridade.
Foram, assim, distinguidos, com medalha de mérito de serviços distintos, o Serviço Municipal de Protecção Civil; com a medalha de mérito e dedicação, Natividade Vital; a medalha de mérito de defesa da natureza e do meio ambiente foi para a Fundação D. Luís I; medalhas de mérito de solidariedade foram para Álvaro Costa e Armando Dias Cerejo. Foram ainda distinguidos com as medalhas de mérito desportivo, Marco Saraiva da Silva (Grupo Desportivo Estoril Praia) e João Correia e Ávila (Grupo Dramático e Sportivo Cascais). A medalha de mérito empresarial foi para a Optimal Strutural Solutions. O mérito cultural distinguiu Duarte Pinto Coelho e a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, enquanto as medalhas de honra do município de Cascais foram atribuídas à GNR de Alcabideche e à Divisão da PSP de Cascais.