Uma edição repleta de novidades!

Uma edição repleta de novidades!

30 anos do maior festival de música do mundo!

 
“Estou muito ansiosa que as portas do Rock in Rio (RIR) abram para ver tudo a funcionar, a música a tocar e as pessoas a brincar e a divertirem-se, porque só nesse momento é que se concretiza o nosso trabalho”. 
É deste modo que Roberta Medina se sente a poucos dias do início de mais uma edição do Rock in Rio - Lisboa, a 7.ª em Portugal, onde a organização já chegou há 12 anos. Em termos internacionais, o maior festival de música do mundo comemora  30 anos de existência, com um total de 16 edições no Brasil – país de origem –, em Portugal, Espanha e Estados Unidos.
Para festejar da melhor maneira as três décadas de existência, foram preparadas várias novidades que vão dotar a ‘Cidade do Rock’ de um ambiente ainda mais único e alegre, características que já lhe são habituais. “Rock in Rio – O Musical” é, precisamente, uma das grandes apostas da organização na inovação de conteúdos, que irá abrir os concertos do Palco Mundo durante os cinco dias do evento (19, 20, 27, 28 e 29 de Maio). “Apostamos cada vez mais no entretenimento e, desta vez, decidimos tirar os musicais tradicionais das típicas salas de teatro e trazer para o palco de um festival de música. Esta é uma experiência que vai ser uma estreia mundial. Vamos ter 40 bailarinos e cantores em palco, com muitos efeitos especiais, a contar a história dos 30 anos do RIR através da música”, revelou a vice-presidente do RIR, que destaca ainda as “Pool Parties” com música electrónica, - conceito estreado pela organização na edição de Las Vegas –, e novas zonas de alimentação, de maior qualidade e variedade, que prometem oferecer uma experiência gastronómica muito interessante, com espaços de cozinha de autor com menus de ‘chefs’. 
Sobre o cartaz, como não podia deixar de ser, tudo foi pensado ao pormenor para proporcionar cinco dias repletos de intensidade, vibração e alegria, não só de música mas também de convívio: “Julgo que um dos ‘shows’ mais marcantes do evento vai ser os Queen com Adam Lambert (dia 20 de Maio), porque é um concerto de uma banda de muito sucesso que as pessoas cantam da primeira à última música. Para quem era fã de Freddie Mercury e ainda tem algumas reservas, o concerto no Brasil foi absolutamente delirante, a banda conquistou a plateia no primeiro acorde. Tentamos sempre compor um cartaz visionário e é o que tem acontecido, pois trazemos nomes que ainda não estão no topo mas que se tornam fenómenos mundiais”. 
Entre as novidades, encontra-se, ainda, o palco de danças de “Street Dance” que vai ser maior, enquanto a “Rock Street” será dominada por ritmos brasileiros e o palco Vodafone continuará a dar cartas na  promoção de novas tendências e artistas.
Como é habitual, e através do ideal “Por um Mundo Melhor” que visa aproveitar a força do festival como veículo de comunicação de emoções e causas, o RIR está ligado a vários projectos ambientais e sociais. O “Amazonia Live” é um deles. Este é um projecto à escala mundial que vai ser transversal a várias edições e aos diferentes países onde o RIR marca presença: “O nosso compromisso é plantar um milhão de árvores, com o objectivo de ultrapassar as três milhões. Para tal, contamos com a participação de marcas, da população e das escolas para envolver as pessoas nesse movimento, onde o objectivo maior é o combate às alterações climáticas.”
Quando questionada sobre as expectativas para esta 7.ª edição em Portugal, Roberta  Medina confessa que espera continuar a produzir alegria que criem memórias de momentos inesquecíveis: “Espero que gostem muito da experiência para que fiquem já ansiosos para daqui a dois anos”, conclui.
 

Ver vídeo da entrevista com Roberta Medina!