Um impressionante farol de vida

Um impressionante  farol de vida

SALVADOR inicia terceira série de programas na RTP.

A vida pregou-lhe uma partida aos 16 anos, mas Salvador nunca desistiu. Hoje, incentiva pessoas com deficiência a concretizarem sonhos e desafios.
A terceira série do programa 'Salvador' já está no ar (terças-feiras, às 21h30, na RTP1). Semanalmente, Salvador Mendes de Almeida desafia pessoas com deficiência motora a participar em aventuras radicais, mostrando como, mesmo com mobilidade reduzida, se pode viver a vida a cem por cento. Gravar um disco com Pedro Abrunhosa, participar num espectáculo de Luís de Matos ou ver e contactar com as estrelas do Benfica em pleno Estádio da Luz, são apenas alguns exemplos das emoções vividas pelos que participam no programa. Ao mesmo tempo, Salvador dá a conhecer novas histórias de coragem e optimismo de pessoas a quem, como a ele, a vida pregou uma grande partida.
Salvador tinha 16 anos quando um acidente de moto o deixou tetraplégico.
“Costumam dizer que este é um programa meritório pela forma como aborda a diferença. Se calhar o segredo é abordar diferenças a partir da igualdade”. Este parece ser o mote para a nova série de programas, até porque, acrescenta Salvador, “o medo e as emoções de um salto de pára-quedas são exactamente iguais numa pessoa de mobilidade reduzida ou numa pessoa dita normal. A angústia, a incerteza ou revolta de quem não encontra lugar no mercado de trabalho são sentidas igualmente por uma pessoa com deficiência motora ou por uma pessoa dita normal. Na verdade, as pessoas com deficiência são pessoas absolutamente normais. Querem as mesmas coisas que toda a gente quer: ter uma carreira, constituir família ou ganhar o Euromilhões. Querem ser cidadãos activos e ser reconhecidos como tal”, sublinhou durante a apresentação da nova série de programas, realizada em pleno Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão.
Salvador refere que o programa que apresenta “procura dar experiências únicas a quem tem na superação um modo de vida”. “O programa 'Salvador' é a afirmação de um milhão de pessoas para quem nem sempre se olha. Neste programa dá-se voz a quem pode contribuir para um País mais produtivo. Dão-se exemplos de pessoas para quem a força de vontade é o mais importante”, acrescenta.
De resto, Salvador, considerado como um “impressionante farol de vida” por Pedro Santana Lopes, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, entidade que apoia o programa, aproveita para deixar uma mensagem a todos aqueles a quem a vida também pregou uma partida: “Se alguma vez pensarem em desistir, vejam o programa e conheçam exemplos de pessoas que simplesmente têm coragem de viver e abraçam a vida de uma forma muito intensa”.
Salvador revelou ainda ao JR que, ao longo das três séries do programa produzido pela Mandala, tem “aprendido muito sobre a realidade das pessoas com deficiência em Portugal”. “Tenho constatado que há uma enorme força de viver na maioria destas pessoas que contrasta com a falta de apoios que o País lhes dá. Se as pessoas tivessem um bocadinho mais de apoios, para conseguir sair de casa, para se deslocarem, uma cadeira de rodas adaptada às suas necessidades, seria muito mais fácil a sua integração numa vida plena”, conclui.