Turismo lança campanha para incentivar surfistas a regressar

Turismo lança campanha para incentivar surfistas a regressar

O Turismo de Portugal lançou uma campanha destinada a oferecer aos surfistas internacionais uma nova viagem a Portugal sempre que na primeira deslocação ao país não encontrarem ondas de qualidade.

A campanha, que decorre até Dezembro, é válida se os surfistas não encontrarem, durante três dias, ondas com mais de meio metro nas 28 praias portuguesas seleccionadas, explica uma nota de imprensa hoje divulgada pelo Turismo de Portugal.

A ideia é promover o país como "destino único na Europa" com as melhores ondas, associando também a gastronomia, a paisagem e o sector hoteleiro.

A campanha 'No waves, come back for free' foi lançada através do site www.portuguesewaves.com, onde os interessados podem visionar vídeos de conhecidos surfistas internacionais sobre Portugal, ficar a conhecer os melhores 'spots' de ondas na costa portuguesa e até uma listagem de hotéis perto da costa.

Através do site, os surfistas ficam a conhecer tudo o que precisam de saber sobre Portugal e as suas praias, de modo a organizarem e marcarem a sua viagem.

De acordo com o Turismo de Portugal, o país tem o maior número de 'spots' de surf, a curta distância uns dos outros, dando a possibilidade ao turista praticante de surf de encontrar sempre ondas.

Além de excelentes ondas para o surf, a praia dos Supertubos, em Peniche, acolhe desde há três anos uma etapa do circuito mundial da modalidade.

Este ano, o 'Rip Curl Pro' teve um retorno mediático de 12,3 milhões de euros e o site da prova contabilizou 9,5 milhões de visualizações.

A onda de 30 metros surfada por Garret McNamara, em 2011, na praia do Norte, na Nazaré, catapultou a fama de Portugal a nível internacional como destino de surf, colocando o país na história da modalidade, com a maior onda alguma vez surfada.

A Ericeira, no concelho de Mafra, foi também classificada como Reserva Mundial de Surf pela organização internacional 'Save the Waves', tornando-se na primeira na Europa e a segunda no mundo (a seguir a Malibu).