Treinador do Mafra substitui Lito Vidigal no Belenenses

Treinador do Mafra substitui Lito Vidigal no Belenenses
O treinador Jorge Simão é o novo treinador do Belenenses, anunciou hoje o clube da I Liga portuguesa de futebol no twitter oficial, embora ainda não tenha sido oficializada a rescisão de Lito Vidigal.
 
"Damos as boas vindas ao nosso técnico Jorge Simão. Votos de um excelente regresso a casa", lê-se na curta mensagem na página da SAD do Belenenses naquela rede social.
 
Jorge Simão, de 38 anos, regressa ao Restelo, onde foi adjunto de Mitchell van der Gaag, de 2012/13 e 2013/14, sendo que atualmente era treinador do Mafra, do Campeonato Nacional de Seniores.
 
A saída de Lito Vidigal ainda não foi confirmada, estando marcada uma declaração do presidente da SAD, Rui Pedro Soares, para a tarde de hoje.
 
Apesar da falta de confirmação oficial da saída do treinador angolano, na mesma rede social e na resposta a um adepto, a SAD 'azul' diz que Lito Vidigal "não concordava" com o "projeto a oito anos que passa por potenciar jovens portugueses", revelando que o "diferendo vem da pré-época".
 
O treinador angolano, de 45 anos, deixa o clube do Restelo no sétimo lugar da I Liga portuguesa, com 36 pontos, em igualdade com o Paços de Ferreira, sexto, e a quatro do sexto lugar, ocupado pelo Vitória de Guimarães e que dá acesso direto à Liga Europa.
 
Lito Vidigal chegou na última temporada ao Belenenses, numa altura em que o clube lutava pela manutenção, e conseguiu 'salvar' a equipa, que terminou o campeonato na 14.ª e antepenúltima posição, quatro pontos acima da 'linha de água'.
 
Esta época, o treinador e o presidente da SAD já tiveram vários desentendimentos, o último dos quais depois de Rui Pedro Soares ter escrito na rede social facebook que "preferia jogar na Liga Europa na próxima época e na seguinte na II Liga, a estar dois anos na I Liga, sem jogar na Liga Europa", acrescentando igualmente que "preferia jogar a Liga dos Campeões e passar os quatro anos seguintes na II Liga, a estar cinco anos na I Liga sem jogar a Liga dos Campeões."