Toyota reforça gama de híbridos

Toyota reforça gama de híbridos

Yaris, Prius Plus e Prius Plug-In alargam leque de escolhas entre os veículos amigos do ambiente.
"Enquanto o Mundo debate os automóveis eléctricos, a Toyota colocou 4 milhões de híbridos na estrada". A frase pertence ao presidente da Toyota Motor Europe, Didier Leroy, e espelha bem a aposta da marca nipónica numa gama híbrida cada vez mais democrática e adaptada a todos os gostos e necessidades. Em Portugal, estão desde agora em comercialização três novos modelos que adoptam a tecnologia híbrida da marca, com destaque para o Prius Plug-In, capaz de proporcionar condução em modo eléctrico durante 25 quilómetros, a uma velocidade máxima de 85 km/h.
Considerado como o ícone dos híbridos, o Prius foi pioneiro no desenvolvimento desta tecnologia, abrindo caminho para o Auris, lançado há cerca de dois anos. A estes juntam-se agora o citadino Yaris, o Prius Plus, primeiro ‘full hybrid’ de sete lugares, e o Prius Plug-In, que alia a tecnologia híbrida a um sistema de carregamento de bateria em qualquer ficha eléctrica doméstica. Após dois anos de testes realizados por toda a Europa, incluindo Portugal (com cinco veículos e um total de 210 000 km), o Priu Plug-In entra finalmente em fase de comercialização e, segundo a Toyota, oferece "o melhor de dois mundos": Permite uma utilização cem por cento eléctrica nos trajectos urbanos, com 25 km de autonomia, funcionando depois como um híbrido que carrega baterias nas descidas associando energia e binário ao motor 1.8 a gasolina, numa potência combinada de 136 cv. Ou seja, este é um eléctrico que nunca ficará parado na beira da estrada por falta de autonomia, pois quando esgotada a carga da bateria tem sempre o propulsor a gasolina para garantir o resto da viagem.
Ao nosso mercado, o Prius Plug-In chega com uma versão única, obviamente com excelente nível de equipamento, por um preço de 38 mil euros.
Ligeiramente mais barato (a partir de 33 460 euros), o Prius Plus alarga a oferta da tecnologia híbrida a quem tem necessidade de um carro maior. Com sete lugares, esta espécie de monovolume tem no espaço e na habitabilidade aliados de peso a uma tecnologia amiga do ambiente que, garantindo boas prestações, potência e binário, proporciona baixos consumos e emissões (4,1 l/100 km e 96 g/km). Está disponível com três níveis de equipamento: Exclusive (33 460 euros), Luxury (35 300 euros) e Premium (41 090 euros).
Já aqui referido, aquando da apresentação internacional, o Toyota Yaris Hybrid é o mais pequeno e também o mais acessível da gama. Ágil, dinâmico e fácil de conduzir rivaliza em consumos com qualquer Diesel do segmento B, conseguindo médias na casa dos 3,1 l/100 km (segundo a marca) e emissões de 79 g/km. Mantendo todas as características do Yaris convencional, mesmo ao nível do volume de bagageira, utiliza um motor 1.5 a gasolina, de 100 cv e está talhado para o trânsito citadino. Conforme pudemos comprovar, em condução moderada e jogando com percursos planos ou descidas, o Yaris consegue tirar o maior partido da motorização eléctrica que, tal como nos restantes híbridos, tem autonomia para dois quilómetros, a uma velocidade de 50 km/h. Oferece excelente nível de equipamento, como ‘stop/start’, luzes diurnas em LED, e ajuda ao arranque em subida, entre outros itens, logo na versão de entrada (Confort), disponível a partir de 19 440 euros.

Toyota Hybrid Synergy Drive