Tiago Pires lança documentário sobre carreira de 'sangue, suor e lágrimas' no surf

Tiago Pires lança documentário sobre carreira de 'sangue, suor e lágrimas' no surf
O português Tiago Pires, que se retirou do circuito mundial de surf em fevereiro, apresentou hoje o documentário que mostra os momentos mais importantes da sua carreira, sem ambição que seja um tributo.
 
"Este filme não é um tributo, não é uma descrição triunfante dos meus resultados, mas sim contar uma história ao público, porque hoje em dia ainda há muita ignorância sobre aquilo que é a carreira de um surfista profissional e, no meu caso, foi um trajeto bastante diferente porque não tinha exemplos em Portugal a seguir", descreveu hoje Tiago Pires, em conferência de imprensa, em Oeiras.
 
Considerado como o melhor surfista português de todos os tempos, ‘Saca' empresta o nome ao filme que irá resumir o seu percurso profissional, que começou no final dos anos 1990.
 
"Sangue, suor e lágrimas" foi como Tiago Pires resumiu hoje o seu trajeto profissional, do qual muito se orgulha, adiantando que é esse lado que vai ser retratado no documentário.
 
"2015 e 2016 foram anos marcantes porque foi o fim de 15 anos magníficos, de sangue, suor e lágrimas, dos quais me orgulho bastante e não mudaria nada daquilo que foi o meu trajeto. Vai ser um filme único. Se calhar eu não estava destinado a ser um surfista profissional, mas estou muito orgulhoso de o ter conseguido", frisou.
 
A ideia de fazer um documentário era antiga, mas só depois do "vazio" após a decisão de acabar com a carreira profissional é que ‘Saca' decidiu avançar com o projeto.
 
"Não estou preocupado com as expetativas, com o que o que o público vai achar. Vou contar a minha história que acho que é ímpar no desporto português e espero que as pessoas gostem, só isso", disse.
 
Sobre o futuro, Tiago Pires assegurou que o surf português está bem entregue a Vasco Ribeiro e Frederico Morais, que estiveram presentes na apresentação do documentário.
 
"Sinto que o ‘Kikas' e o Vasco Ribeiro pegaram no testemunho e estou muito orgulhoso deles", afirmou.
 
A 26 de fevereiro, Tiago Pires, de 35 anos, anunciou o fim da sua carreira profissional e o adeus ao circuito mundial, depois de uma década a competir ao mais alto nível.
 
Com realização e argumento dos jornalistas especializados em surf Júlio Adler e João Valente, o documentário "analisa a progressão do herói do surf português até aos grandes palcos internacionais".
 
Além da carreira e da nova vida de Tiago Pires, o filme pretende ainda responder a questões centrais do desporto, em geral, como a pressão na competição, a reação perante a derrota e o relacionamento com os adversários.
 
"Saca - O filme de Tiago Pires" vai ser lançado em outubro e inclui testemunhos de grandes surfistas mundiais como Kelly Slater, Mick Fanning, Sunny Garcia, Tom Carroll, CJ Hobgood, Joel Parkinson e Adriano de Souza.