Tempestade abranda, mas o mau tempo regressa na terça-feira

Tempestade abranda, mas o mau tempo regressa na terça-feira

A agitação marítima, o vento e a chuva forte diminuíram de intensidade hoje de manhã, mas prevê-se um novo agravamento do estado do tempo a partir das 00h00 de terça-feira, disse à Lusa a meteorologista Paula Leitão.

"Tal como previsto, a situação melhorou gradualmente durante a madrugada e já temos boas abertas em todo o território, embora com aguaceiros, que vão ser localmente fortes e de granizo durante a manhã. A precipitação vai diminuir de frequência e o vento vai soprar mais fraco do quadrante de noroeste em todo o território do continente", disse agência à Lusa a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com Paula Leitão, hoje o vento ainda vai soprar forte nas terras altas, mas com rajadas da ordem dos 70 a 80 quilómetros/hora com tendência a diminuir ao longo do dia.

Quanto à agitação marítima, prevêem-se ainda ondas com cerca de 6 metros, que vão diminuir gradualmente para 3,5 e 4,5 metros de altura na costa ocidental e na costa sul para dois metros.

Apesar do desagravamento do estado do tempo, prevê-se a partir das 00h00 de terça-feira chuva e vento forte a norte do sistema Montejunto-Estrela, no litoral e nas terras altas.

"Prevemos mais precipitação intensa e vento forte a partir das 00:00. Ainda vão ser colocados avisos ao longo do dia por causa da situação que deverá ocorrer durante o dia de terça-feira", declarou o meteorologista.

No que diz respeito à agitação marítima, na terça-feira, o IPMA não prevê agravamento, devendo ser emitido um aviso amarelo com ondas de 4 a 5 metros.

"Vamos ter uma semana chuvosa, de Inverno. Vamos continuar com céu muito nublado e períodos de chuva, mas o dia mais gravoso será terça-feira", concluiu.