Telefone de assistência permanente quebra isolamento a 200 idosos da Amadora

Telefone de assistência permanente quebra isolamento a 200 idosos da Amadora

Até ao final do ano serão quase duas centenas os idosos em situação de isolamento social e carência económica a usufruírem em suas casas do Sistema Telefónico de Assistência Permanente (STAPA). Criado há 6 anos, através da celebração de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal e a Santa Casa da Misericórdia da Amadora, este sistema de telealarme tem-se revelado uma mais-valia na assistência à população idosa do concelho que se encontra em situação de maior vulnerabilidade ou isolamento.

Atualmente estão ativos 167 equipamentos, encontrando-se a aguardar instalação mais 4 pedidos, existindo uma média mensal de 5 novos pedidos de adesão.

Importa ainda referir que 131 dos 167 utentes têm rendimentos inferiores a 358 euros (complemento solidário para idosos), pelo que a Autarquia assegura a totalidade do custo de aluguer dos equipamentos, tendo ainda um papel importante na comparticipação dos equipamentos dos restantes utentes.

Como funciona o STAPA:

Através deste projeto, o STAPA, é feita a instalação de um sistema telefónico em casa dos utentes, que, ao ser acionado, permite uma resposta imediata a qualquer situação de emergência, 24 horas por dia, 365 dias por ano. O sistema compreende ainda um botão de controlo remoto, colocado numa bracelete ou colar, que, quando pressionado, aciona o contacto telefónico com a Central de Assistência.

A sinalização dos utentes pode ser efetuada pelas Instituições de Apoio Social do Município, pelos próprios e/ou seus familiares para o Divisão de Intervenção Social através do n.º verde 800 207 632, ou por e-mail (accao.social@cm-amadora.pt ).

Os utentes com rendimentos superiores ao complemento solidário para idosos, podem solicitar este Serviço diretamente à Sta. Casa da Misericórdia da Amadora, por fax (21 472 22 12) ou e-mail (santa.casa@misericordia-amadora.pt).