Taça de Portugal: Real SC bateu o pé mas Benfica foi mais forte na segunda parte

Taça de Portugal: Real SC bateu o pé mas Benfica foi mais forte na segunda parte
O Benfica cumpriu com o favoritismo e venceu o Real Sport Clube por 3-0, no Estádio do Restelo, seguindo assim para os quartos de final da Taça de Portugal em futebol.
 
Depois de ter conseguido segurar os tricampeões nacionais na primeira parte, que terminou empatada 0-0, o Real quebrou na etapa complementar, durante a qual veio a sofrer os três golos, dois anotados pelo grego Kostas Mitroglou, aos 47 e 81, o segundo na conversão de uma grande penalidade, e o terceiro pelo mexicano Raul Jimenez, aos 85.
 
Rui Vitória, técnico dos encarnados, reconheceu uma primeira parte menos boa, mas considerou justa a vitória por aquilo que o Benfica fez no segundo tempo:
 
 "Missão cumprida da equipa que tinha mais responsabilidades de ganhar e ganhou. Mas quero dar uma palavra ao Real  que se bateu bem, dificultando a nossa tarefa. Estes jogos servem para mostrar qualidade e foi isso que fizeram. Foi uma boa partida, acabamos por ganhar. Na primeira parte com um ritmo mais baixo do que eu gostava mas na segunda tiramos partido da nossa circulação de bola e de algum desgaste físico do adversário. Podíamos ter marcado mais mas fica o registo de uma vitória justa".
 
Por sua vez, Filipe Martins, estava muito satisfeito com a prestação da sua equipa, apesar do resultado desfavorável: 
 
"Estou completamente satisfeito. Demonstrámos a nossa qualidade, que era o nosso propósito. Sabíamos que o resultado era muito difícil de discutir. A nível de organização coletiva fizemos um jogo muito competente, mas sabíamos que não ia ser fácil. Jogamos há três dias com a nossa equipa, temos apenas 18 jogadores e se calhar fizemos uma primeira parte mais audaz do que devíamos ter feito. Na segunda parte não tivemos muito critério, não conseguimos sair como queríamos porque estávamos cansados. O segundo golo matou-nos porque eles são humanos e não estão habituados a este andamento. Faltou frescura. Mas há que dar mérito ao Benfica".
 
O técnico do Real Sport Clube diz ainda que esta foi "uma prenda de Natal" e que agora o foco da equipa é no Campeonato de Portugal e na luta pela subida de divisão: 
 
"Talvez não nos teríamos desgastado tanto fisicamente se tivéssemos feito um jogo mais defensivo. Mas é o que tinha dito, não vínhamos aqui só para defender. Demos uma boa imagem, não nos limitamos a defender e sabíamos que a fatura ia ser paga. Queria mostrar a qualidade dos meus jogadores e que no Campeonato de Portugal há boas equipas. Perdemos e perdemos bem, parabéns ao Benfica. Se já tinha orgulho de ser treinador desta equipa, hoje ainda tenho mais".
 "Queremos chegar o mais longe possível na carreira, os jogadores também. Foi uma semana diferente, disfrutamos, mas agora há que virar a página e pensar já no Casa Pia no próximo domingo que é o nosso campeonato".
 
Fotos: Manuel Luiz Pereira