Taça Davis: Sousa e Machado defendem opção de Elias, mas têm postura diferente

Taça Davis: Sousa e Machado defendem opção de Elias, mas têm postura diferente
João Sousa e Rui Machado defenderam hoje a opção de Gastão Elias de não participar na primeira eliminatória do Grupo II da Zona Europa/África frente a Marrocos, mas recordaram que sempre deram prioridade à Taça Davis em ténis.
 
A pergunta mais ‘difícil’ da conferência de imprensa, que hoje se realizou no Complexo do Jamor, em Oeiras, saiu a Rui Machado, o mais veterano dos internacionais dos tenistas portugueses.
 
“Isto é um desporto individual, as nossas carreiras são individuais. Juntamo-nos duas, três semanas por ano. É um esforço que fazemos para estar aqui, mas é um esforço fácil porque estamos a representar o país. O calendário é, se calhar, uma das maiores dores de cabeça que um atleta pode ter. Nem sempre as decisões são fáceis de tomar”, começou por dizer o algarvio.
 
Machado recordou que Elias só não esteve disponível nesta eliminatória, mas defendeu que o colega teve uma atitude correta ao comunicar diretamente ao selecionador com a antecedência devida que iria estar ausente, facto corroborado prontamente pelo ‘capitão’ Nuno Marques.
 
“Há um contexto. O Gastão está na costa leste dos Estados Unidos, tinha de vir aqui jogar e depois voltar para disputar Indian Wells. Não se deve pegar logo num jogador e dizer que não é patriota. É um jogador que já esteve na Davis várias vezes e vai continuar a estar”, destacou o selecionador nacional.
 
Rui Machado reforçou que Elias será sempre bem-vindo, mas, respondendo à questão de se, no seu caso particular, renunciaria à Taça Davis foi taxativo: “Não sei se comigo pode acontecer. Nunca aconteceu, se calhar não é agora que vai acontecer. Não é aos 31 anos que vou deixar de estar disponível”.
 
“É a decisão do Gastão dar prioridade à carreira. No meu caso, sempre dei prioridade à Davis, tal como o Rui. Aceito e respeito a decisão dele, mas temos diferentes formas de ver este assunto”, concluiu João Sousa.
 
Gastão Elias não estará na eliminatória frente a Marrocos, que decorre entre sexta-feira e domingo no Centro de Alto Rendimento do Jamor, Oeiras, por ir disputar a fase de qualificação do Masters 1000 de Indian Wells, como confirmou o número dois português à agência Lusa.