Summer Fest na Ericeira recorda a história do 'Hip Hop Tuga'

Summer Fest na Ericeira recorda a história do 'Hip Hop Tuga'
O jamaicano Sean Paul, o norte-americano Post Malone e 18 nomes ligados à história do hip-hop português vão estar no festival Summer Fest, na Ericeira (Mafra) entre 30 de junho e 01 de julho, anunciou  a organização.
   
O festival abre a 30 de junho com Ace e Presto, Allen Halloween, Bispo, Black Company, Capicua, Chullage, Dealema, Dengaz, Dillaz, GROGNation, Holly Hood, NBC, NGA, Sam The Kid, Valete, Sir Scratch, Tekilla e Nel Assassin, 18 nomes que formam o projeto "A História do Hip Hop Tuga" e que se juntam para um concerto inédito, revelou a organização em conferência de imprensa.
 
Ainda no dia 30, atua Digital Farm Animals, o DJ e produtor inglês Nicholas Gale, nome emergente da música eletrónica, ainda no palco principal. No palco secundário, é a vez de DJ Dadda, Insch e Fugly.
 
O cartaz do dia 01 de julho integra Sean Paul, o rapper jamaicano que vem apresentar o seu sétimo álbum em Portugal, onde esteve pela última vez em 2011.
 
Sobem também ao palco o português Valas, que em 2016 lançou o seu primeiro álbum "Raízes de Pedra", cujo primeiro 'single' se intitula "As coisas", com milhões de visualizações no canal de Youtube, e Post Malone.
 
O norte-americano lançou, em 2015, na plataforma digital Soundcloud, a música "White iverson", que alcançou mais de 250 milhões de visualizações, e em dezembro de 2016 o seu primeiro álbum, "Stoney", onde estão incluídas músicas como "Go flex", "Too young" e "Congratulations".
 
Pelo palco secundário vão passar ainda DJ Sensi, The Zanibal Aliens e The Sunflowers.
 
Luís Montez, da organização, e Vasco Ferreira, o DJ Sensi que teve a ideia de juntar três gerações de hip-hop nacional, disseram aos jornalistas que o concerto do projeto "A História do Hip Hop Tuga" pretende, durante hora e meia, "homenagear o hip-hop nacional contanto a sua história".
 
"O hip-hop é quase o pop de hoje em dia, é a música que mais se ouve, por isso a importância de contar a história", sublinhou Vasco Ferreira.
 
"É um concerto especial em que faço parte de um conjunto de rappers que fazem parte do hip-hop português com músicas que marcaram a história. Como fã adoraria ver o concerto e fazer parte dele e entrar em palco é uma alegria", disse Capicua.
 
Pela quarta vez no palco do Summer Fest, Tekilla adiantou que vai tocar para os espectadores "ipignosis", música de estreia do álbum "Olhos de vidro", que deverá chegar "dentro de poucas semanas" ao mercado.
 
O festival espera este ano 30 mil espetadores nos dois dias, depois dos 25 mil da edição de 2016.
 
Para 2017, a organização baixou para 38 euros (com campismo) o passe para os dois dias do festival e associou-o ao festival Sudoeste.