Sociedade Portuguesa de Autores entrega galardões em gala transmitida pela RTP2

Sociedade Portuguesa de Autores entrega galardões em gala transmitida pela RTP2
A Gala Anual da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) realiza-se hoje à noite, no Teatro Nacional D. Maria I, em Lisboa, durante a qual se revelam os vencedores das oito categorias dos Prémios Autores.
 
A Gala, à qual assiste o ministro da Cultura, João Soares, realiza-se pela primeira vez na sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II e é transmitida em direto através da RTP2.
 
No decorrer da Gala será entregue o Prémio Internacional da SPA ao jurista Gadi Oron, diretor-geral da Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores, que completa 90 anos, tantos quantos a SPA, em maio.
 
Durante o evento será também entregue ao encenador Carlos Avilez, fundador do Teatro Experimental de Cascais, em 1965, o Prémio Vida e Obra. Segundo comunicado da SPA esta é “a mais antiga companhia de teatro independente em atividade”.
 
As autarquias de Óbidos e Idanha-a-Nova irão receber o Prémio para a Melhor Programação Cultural Autárquica, divulgou a SPA.
 
Para o Prémio Autores, nas diferentes categorias há 60 nomeados, entre os quais a versão televisiva d’“Os Maias – Cenas da Vida Romântica”, de João Botelho, os discos “Infinito presente”, de Camané, e “Quarto crescente”, de Márcia, o desempenho de Maria Rueff, na peça "António e Maria", e o de Gonçalo Waddington, no filme “As mil e uma noites”.
 
Os cineastas Miguel Gomes, João Salaviza e Margarida Cardoso, as artistas plásticas Helena Almeida, Lourdes Castro e Rui Toscano, os escritores João Pinto Coelho, Armando Silva Carvalho, Sandro William Junqueira, os dramaturgos Tiago Rodrigues, Abel Neves e Jorge Listopad, os músicos David Fonseca, Carlão, Diogo Piçarra, Álvaro Cassuto, Pedro Neves e Pedro Carneiro são outros nomeados.
 
O Prémio Autores foi atribuído pela primeira vez em 2010, pela SPA, para distinguir criadores portugueses, em diferentes áreas de criação artística, que vão da rádio e da televisão, à música, dança, artes plásticas, literatura, teatro e ao cinema.