Sintra discute reorganização das empresas municipais

Sintra discute reorganização das empresas municipais

A Assembleia Municipal de Sintra discute esta sexta-feira, 28 de fevereiro, a proposta de reorganização do setor empresarial que garante os mais de 500 postos de trabalho das empresas municipais Educa, SintraQuórum e HPEM.

Segundo a edilidade, “Esta será a maior reforma aplicada até hoje no universo municipal, que envolve mais de meio milhar de trabalhadores”.

“Esta reorganização prevê a dissolução da empresa Municipal EDUCA, com a consequente internalização nos serviços municipais de todas as atividades que integram o seu respetivo objecto estatutário da empresa municipal EDUCA. Prevê ainda a internalização no município das actividades até agora a cargo da HPEM, directamente na Câmara a actividade de limpeza urbana e nos SMAS as restantes actividades”, refere a autarquia em comunicado.

A reorganização do sector empresarial local visa também a transformação da empresa SintraQuorum, alargando o seu objeto social à Quinta da Regaleira e ao antigo Casino, e internalizando na Câmara a manutenção e exploração do Complexo Museológico de São Miguel de Odrinhas.

O executivo da Câmara Municipal aprovou, a 21 de fevereiro, a proposta de Basílio Horta, presidente da Câmara, para a reorganização do setor empresarial local do município de Sintra, proposta aprovada com 10 votos favoráveis (PS, PSD e SCMA) e apenas 1 de abstenção (CDU).

O município de Sintra é o segundo maior do país com cerca de 380 mil habitantes e com um universo de cerca de 3500 trabalhadores.