Sintra apoia consultas de saúde mental para crianças e adolescentes

Sintra apoia consultas de saúde mental para crianças e adolescentes
A Câmara de Sintra vai apoiar a Casa de Saúde da Idanha no acesso de crianças e jovens a consultas externas de psiquiatria e psicologia e à unidade socio-ocupacional na área da saúde mental da infância e da adolescência.
 
A autarquia "vê com enorme preocupação o desinvestimento na área da saúde mental, que coloca em grande risco e vulnerabilidade social e emocional os doentes e as suas famílias", explica o protocolo que vai ser assinado entre a Câmara e o Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus.
 
Perante a ausência de respostas nesta área, a Câmara já assinou um protocolo com o Instituto São João de Deus/Casa de Saúde do Telhal, para acesso a 500 consultas externas de pedopsiquiatria/psicologia, e apoiou a abertura em Queluz da unidade de saúde mental do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), para servir mais 500 crianças do concelho.
 
O protocolo que será assinado com a instituição da Idanha, na sexta-feira, prevê o apoio de 40.000 euros para o desenvolvimento de um projeto integrado na área de intervenção em crianças, adolescentes e famílias em risco e consultas externas de psiquiatria/psicologia de 500 crianças.