Sete Sóis Sete Luas na Fábrica da Pólvora

Sete Sóis Sete Luas na Fábrica da Pólvora
Depois de Dom Sebastião Orkestra (Portugal, Marrocos, Ceuta), o Festival Sete Sóis Sete Luas apresenta um espetáculo de Bau (Cabo Verde), no dia 10 de julho, às 22H00. Recorde-se que este festival encontra-se a decorrer, até 14 de Agosto, na Fábrica da Pólvora de Barcarena.
 
Nascido na ilha de São Vicente, Bau é um dos mais importantes músicos cabo-verdianos da atualidade. Histórico diretor musical de Cesária Évora, cantora com quem percorreu o mundo em diversas tournées, foi da sua autoria o tema Mindelo, do álbum Mar Azul, que lançou Cesária em 1991. A sua canção “Raquel” faz parte da banda sonora do filme de Pedro Almodôvar “Fala com Ela”. Bau é um virtuoso tocador de bandolim e um indiscutível mestre em diferentes estilos musicais, como o swing, o jazz fusion, a morna, o funaná e a coladeira.
 
O Festival Sete Sóis Sete Luas é promovido por uma rede cultural de 33 cidades de 13 países - Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Israel, Itália, Marrocos, Portugal, Roménia e Tunísia. Tem como principal objetivo o diálogo intercultural através da realização de projetos de música popular e de artes plásticas, com a participação de grandes figuras da cultura mediterrânica e atlântica.
 
Surgindo pela primeira vez em Oeiras em 1997, o Festival Sete Sóis Sete Luas encontrou em 2000 na Fábrica da Pólvora um dos seus palcos mais importantes, beneficiando das excelentes condições logísticas e da participação de um público fidelizado.
 
PROGRAMA:
 
10 JULHO
 
Bau (Cabo Verde)
 
17 JULHO
 
La Mal Coiffée (França)
 
Os La Mal Coiffée convidam-nos a conhecer a chanson popular languedocienne, através de uma viagem repleta de sensualidade e energia, num surpreendente percurso pelo Mediterrâneo com o repertório composto por canções cantadas na língua occitan languedocien. Os temas das canções são universais e o arranjo rítmico, da autoria do próprio grupo, muito inovador. As percussões, o ritmo e a festa estão na base dos espetáculos apresentados pelos La Mal Coiffée.
 
24 JULHO
 
7Luas Cordas Orkestra (Mediterrâneo)
 
Sete prestigiados artistas, provenientes das mais diversas culturas musicais enraizadas nos Países da Rede Sete Sóis Sete Luas, reúnem-se numa produção original. Os vários espíritos do Mediterrâneo dão vida a esta orquestra, cujo repertório harmoniza músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos já editados dos diversos Países do Mediterrâneo, num fascinante percurso de diálogo intercultural.
 
31 JULHO
 
Tejedor (Espanha)
 
Este grupo de música folclórica de Avilés cruza estilos tradicionais das Astúrias com instrumentos populares, como gaitas de foles, flautas, acordeões e guitarras. Com essa simbiose, dois irmãos do grupo sagraram-se vencedores dos prémios de gaita “McCallan”, no Festival de Música Celta de Lorient, França. O grupo teve projeção internacional com o álbum “Celtic”. O seu primeiro álbum, Texedores De Suaños, foi produzido por Phil Cunningham e contou com a colaboração dos músicos Michael McGoldrick e Kepa Junkera.
 
7 AGOSTO
 
Luasiberica Orkestra
 
(Espanha, Cabo Verde, Eslovénia, Portugal)
 
Talentos dos países da Rede do Festival Sete Sóis Sete Luas dão vida a Luasiberica Orkestra, projeto que apresenta uma fusão das tradições musicais dos diferentes países. Uma ligação artística que junta a suavidade do fado português, a harmonia nostálgica da morna cabo-verdiana, a força do ritmo atsak balcã e o som inconfundível da gaita asturiana espanhola, representando o espírito eclético e multifacetado do Mediterrâneo.
 
14 AGOSTO
 
Lidia Cabello (Espanha)
 
Bailarina versátil, criativa e com enorme capacidade para estruturar e dirigir as melhores formações de flamenco, Lidia Cabello é, sem dúvida, na atualidade, a bailaora (dançarina de flamenco) com maior representatividade internacional. Esta intérprete gaditana (originária de Cádis) poderosa, enérgica e carismática, acompanhada pelo virtuoso guitarrista Adrian Lozano, não deixa o público indiferente aos seus requintes técnicos em cima do palco.
 
 
 
Para maiores de 3 anos.
 
Bilhetes à venda (2€ individual)
 
Auditório Municipal Ruy de Carvalho, Carnaxide (tel. 214 170 109), dias de espetáculo, a partir das 15h00; Loja do Palácio Marquês de Pombal, Oeiras (tel. 214 430 799), segunda a domingo, 10h00 às 18h00; Centro de Arte Manuel de Brito, Algés (tel. 214 111 400), terça a domingo, 12h00 às 18h00; Centro Cultural Palácio do Egipto, Oeiras (tel. 214 408 781), terça a domingo (excepto feriados), 12h00 às 18h00; Receção/Loja da Fábrica da Pólvora de Barcarena (tel. 210 977 420), terça a domingo, 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00, dias de espetáculo, até às 22h45; Ticketline (sede), segunda a sexta, 11h00 às 20h00; sábados, 13h00 às 20h00; Agências Abreu; Casino Lisboa; CC Dolce Vita; MMM Ticket; CC Mundicenter; El Corte Inglés; Fnac; Galerias Campo Pequeno; ABEP; Worten; U-Ticketline e www.ticketline.sapo.pt, reservas/informações: 1820 (24 horas).