Semana de acesso à cultura abre portas a museus

Semana de acesso à cultura abre portas a museus
A Semana Acesso Cultura 2015 vai decorrer de 15 a 21 de junho, abrindo ao público museus e arquivos do país, debates e a entrega do prémio de boas práticas, na área da acessibilidade cultural, segundo a organização.
 
De acordo com a Acesso Cultura, Associação Cultural, criada em 2013, a iniciativa vai assinalar o segundo aniversário de atividade desta entidade, em parceria com organizações culturais, para refletir sobre acessibilidade.
 
O programa deste ano inclui a semana Portas Abertas, a partir de segunda-feira, o Prémio Acesso Cultura 2015, que será anunciado a 17 de junho, e um debate sobre projetos participativos, a 18 de junho.
 
Este ano, a associação lança o desafio da exploração da luz para assinalar o Ano Internacional da Luz, sugerindo aos parceiros do programa a organização de visitas nas reservas ou exposições de museus, nos laboratórios de conservação de arquivos e bibliotecas, e nas salas de espetáculo.
 
O objetivo é que o público interessado possa aprender com especialistas sobre o efeito - nocivo ou potenciador -- da luz.
 
Entre outras entidades, aderem à iniciativa, o Palácio de São Lourenço, no Funchal, o Arquivo Distrital do Porto e o Centro Português de Fotografia, no Porto, a Citânia de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Santuário de Panóias, em Vila Real.
 
Em Lisboa poderão ser visitados a Companhia Nacional de Bailado, no Teatro Camões, a Culturgest, o Museu Coleção Berardo, o Museu do Dinheiro -- Banco de Portugal, o Museu da Eletricidade e o Museu Nacional de História Natural e da Ciência.
 
O Prémio Acesso à Cultura 2015 será anunciado a 17 de junho, às 18:30, no Museu Benfica - Cosme Damião, em Lisboa, com o objetivo de distinguir, divulgar e promover entidades -- desde privadas, públicas, cooperativas, associações - e projetos que melhorem a acessibilidade.
 
Visa ainda destacar o desenvolvimento de políticas exemplares e de boas práticas na promoção da melhoria das condições de acesso -- nomeadamente físico, social e intelectual -- aos espaços culturais e à oferta cultural, em Portugal.
 
Este ano, a organização recebeu 37 candidaturas de entidades de todas as regiões do país, e o júri será composto por Cristina Fontes, diretora executiva da Associação Nacional de Arte e Criatividade de e para Pessoas com Deficiência (ANACED), Fernando Pêra, presidente da Acesso Cultura e gestor cultural, e Paula Moura, coordenadora do Gabinete de Apoio às Políticas Locais no Alto Comissariado para as Migrações.
 
No dia 18, realiza-se o debate 'Projetos participativos: Partilhando a responsabilidade', que terá lugar a partir das 18:30, em Lisboa, no Palácio Pimenta, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, e no Museu do Trajo, em São Brás de Alportel.