Santa Casa repara 26 casas de idosos carenciados e isolados de Lisboa

Santa Casa repara 26 casas de idosos carenciados e isolados de Lisboa

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa vai fazer pequenas reparações em 26 casas de idosos carenciados e isolados para que ganhem melhores condições de habitação e, simultaneamente, sensibilizar a população para a problemática do envelhecimento.
Estas pequenas reparações vão ser feitas ao abrigo da 2.ª edição do programa REPARAR, que teve início no ano passado e é uma iniciativa de voluntariado empresarial para melhorar as condições de habitabilidade de pessoas idosas.
“São ações de reparação solidárias, através das quais procuramos alertar a sociedade civil para a problemática do envelhecimento da população. Tentamos melhorar as condições de habitação de pessoas idosas que são nossas utentes, através do centro de dia ou do apoio domiciliário”, disse Teresa Grácio, coordenadora do programa.
À Santa Casa cabe os contactos com empresas para fornecerem o material e apadrinharem o projeto. As pequenas reparações serão feitas por voluntários das empresas que aceitem ser “padrinhos” do REPARAR.
Pintar paredes, fazer reparações de eletricidade ou de canalização, fazer limpezas, substituir mobiliário ou uma banheira são algumas das tarefas que estarão a cargo dos voluntários, que serão orientados por profissionais.
“Pretendemos fazer trabalhos que os utentes poderiam fazer se tivessem condições financeiras ou saúde para isso”, disse a coordenadora.
Em declarações à Lusa, Teresa Grácio admitiu que este ano está a ser mais difícil arranjar empresas que aceitem ser padrinhos.
“Temos a clara noção que a atual conjuntura económica não permite que as empresas estejam muito disponíveis para gastar dinheiro neste tipo de ações”, disse.
Talvez por isso, a Santa Casa ainda só conseguiu “padrinhos” para 14 das 26 casas que pretendem reparar.
As casas candidatas ao programa são sinalizadas pelas assistentes sociais que prestam cuidados aos idosos e avaliadas depois por elementos do programa REPARAR.
A 2.ª edição do programa REPARAR arranca a 29 de abril e vai decorrer até à primeira semana de junho.
Na edição de 2012 também foram intervencionadas 26 casas, nas quais estiveram a trabalhar 267 voluntários de 10 empresas, num total de 2.200 horas de trabalho.