Rock in Rio, 'cidade inteligente' até nas casas de banho

Rock in Rio, 'cidade inteligente' até nas casas de banho
O festival de música Rock in Rio, que começa esta semana, em Lisboa, decorre numa "cidade inteligente" onde até o público poderá saber, a todo o momento, onde há casas de banho disponíveis.
 
A "smart rock city", que, como nas edições anteriores, acontece no parque da Bela Vista, foi hoje apresentada à imprensa e compreende a gestão inteligente da energia, da água, do lixo e do ar, além das casas de banho.
 
Tudo será controlado a partir de um Centro de Controlo Operacional, onde estão presentes entidades como a Proteção Civil ou a PSP, a Câmara de Lisboa ou o INEM, os bombeiros ou o hospital Lusíadas. A partir daí, e com os dados fornecidos pela "cidade inteligente", é possível tomar decisões rapidamente, em caso de necessidade.
 
Nos cinco dias do festival, as pessoas que estiverem no recinto verão monitores que, a todo o momento, indicam qual dos grupos de casas de banho (há quatro grupos em vários locais) tem mais disponibilidade. "Podemos ver no recinto e em função disso escolher o bloco, e, à porta de cada bloco, haverá também indicações", explicou João Mendes Dias, administrador da Vodafone, a empresa de telecomunicações que, com a Rock in Rio, criou a "smart city".
 
Todas as inovações juntas fizeram, para este festival e pela primeira vez em todo o mundo, segundo a organização, uma cidade do rock inteligente. E diz João Mendes Dias: é um conjunto de soluções que permite medir o que está a acontecer em cada uma das áreas, com benefício direto neste festival e uma experiência para festivais futuros.
 
A monitorização do consumo de energia, em cada palco, pode levar a poupanças em termos de gestão de geradores (só no Palco do Mundo, o principal, há geradores elétricos que consomem o equivalente a 3.000 apartamentos em hora de ponta noturna), a monitorização dos depósitos de água permite gerir os fluxos e evitar faltas, e a gestão dos resíduos e da qualidade do ar também vão ser otimizadas.
João Mendes Dias insiste nas casas de banho, a inovação mais visível para o público, e explica que, através de sensores, se monitorizará também uma permanência anormalmente prolongada, o que é útil em termos de segurança e de saúde. E diz que, na aplicação para telefone, estarão igualmente disponíveis as informações sobre casas de banho livres.
 
O responsável frisou que o projeto, concluído em poucos meses e ao qual se podem juntar outras valências, pretende especialmente demonstrar o conceito e melhorá-lo para edições futuras.
 
O Rock in Rio, muitas vezes considerado o maior festival musical do mundo, decorre em Lisboa, no Parque da Bela Vista, quinta e sexta-feira da próxima semana, e nos dias 27, 28 e 29 de maio. Bruce Springsteen e The E Steet Band e Xutos e Pontapés estão no cartaz para o primeiro dia.