Recolha de lixo interrompida em Loures e Odivelas devido a greve na Valorsul

Recolha de lixo interrompida em Loures e Odivelas devido a greve na Valorsul
Os Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos de Loures e Odivelas informaram hoje que a recolha de lixo “será forçosamente interrompida” devido à greve de trabalhadores na empresa de tratamento Valorsul, na quarta e na sexta-feira.
 
Esta interrupção terá início pelas 23:00 de terça-feira e decorre até às 19:00 de sexta, segundo o comunicado divulgado.
 
Os serviços pedem aos municípios que “evitem depositar quaisquer resíduos nos contentores públicos" neste período.
 
A greve na Valorsul, empresa de valorização e tratamento de resíduos sólidos das regiões de Lisboa e do Oeste, vai afetar a recolha de lixo nos municípios de Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Sobral de Monte Agraço, Rio Maior, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.
 
Em causa está a renúncia da atual administração da Valorsul de fazer a publicação integral do Acordo de Empresa (AE), explicou à Lusa Navalha Garcia, do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras.
 
“Fizeram-nos uma proposta de aumento salarial de 1,6% que o sindicato aceitou e até estava disponível a assinar. No entanto, a administração da Valorsul tem-se mostrado intransigente na decisão de publicar os AE na íntegra. Isso demonstra que estão a agir de má-fé e que o AE pode estar em risco”, apontou.
 
Segundo o sindicato, "esta greve, que se realiza no dia seguinte aos feriados, terá um impacto muito grande e uma boa mobilização dos trabalhadores".
 
Aquando do anúncio da greve, a 31 de maio, a Lusa contactou a administração da Valorsul, que não comentou a paralisação.
 
A Valorsul é uma das unidades pertencentes à Empresa Geral de Fomento (EGF), que foi já privatizada.