Recital de Artur Schoonderwoerd no pianoforte de Queluz

Recital de Artur Schoonderwoerd no pianoforte de Queluz
O pianista holandês Artur Schoonderwoerd apresenta, no sábado, pelas 21:30, o recital “Beethoven: Beleza à beira do abismo”, ao pianoforte Clementi, do palácio de Queluz, no concelho de Sintra.
 
O recital insere-se no ciclo “Noites de Queluz – Tempestade e galanterie” de música barroca, que decorre até 31 de outubro.
 
“No recital serão tocadas as seguintes obras: a Sonata n.º 8, em dó menor, opus 13, 'Patética'; n.º 12, em lá bemol maior, opus 26, da 'Marcha Fúnebre'; n.º 17, em ré menor, opus 31 n.º 2, 'Tempestade', e Seis Variações sobre um tema original em fá Maior, opus 34", segundo nota da organização.
 
“Estas obras não só precederam a descoberta, por parte de Ludwig van Beethoven, da irreversibilidade da sua gradual surdez – facto que explicará o ‘Testamento de Heiligenstadt’ – como são dos anos que precederam a extensão das Guerras Napoleónicas à escala europeia, daí o título do concerto, ‘Beethoven: Beleza à beira do abismo’”, segundo a mesma fonte.