Real Sport Clube junta título nacional à histórica subida aos campeonatos profissionais

Real Sport Clube junta título nacional à histórica subida aos campeonatos profissionais
Erico marcou os dois golos da vitória do Real Sport Clube frente à Oliveirense, por 2-0, na final do Campeonato de Portugal de futebol, disputada, na tarde de domingo, em Viseu.
 
Um golo em cada parte do avançado do Real (33 e 69 minutos), permitiu ao clube juntar o título à subida à II Liga, depois de ter vencido a zona Sul na fase de subida, numa partida em que a formação orientada por Filipe Martins soube ser mais eficaz.
A Oliveirense, que chegou a esta final em Viseu depois de ter sido primeira classificada na zona Norte de subida à II Liga, entrou melhor no jogo e teve durante grande parte o domínio, mas com o Real a responder em perigosos contra-ataques.
Fui num desses lances que, aos 33 minutos, José Pedro `escapou´ pela esquerda e cruzou para Erico finalizar.
A Oliveirense procurou responder, mas não foi capaz de criar claras oportunidades para marcar.
A segunda parte foi praticamente igual, com o Real a jogar muito sólido a defender e sempre perigoso na contraofensiva.
Aos 69 minutos, Erico ganhou uma bola à entrada da área a disparou um remate violento ao ângulo da baliza de Filipe Ferreira. Um grande golo do avançado do Real a deixar a sua equipa confortável no marcador.
Aos 87 minutos, a Oliveirense tem a melhor oportunidade do jogo, com uma grande penalidade que Godinho desperdiçou, ao rematar ao poste da baliza adversária.
Os comandados de Pedro Miguel acusaram o 'golpe' e até final foram incapazes de dar a volta ao resultado.
 
Declarações:

Filipe Martins (treinador Real): "Foi um excelente jogo e a nossa vitória é justa. Fomos a melhor equipa e, acima de tudo, muito eficaz e a que menos errou. Era um jogo em que sabíamos que ia ser decidido nos pormenores. Acabámos por concretizar esta época todos os objetivos que tínhamos, a subida e o título que é a 'cereja no topo'.Na próxima época ainda não sei se vou continuar, mas estou disponível para me manter na liderança deste projeto, se a direção do clube assim o entender".

Pedro Miguel (treinador da Oliveirense): "Não era o nosso dia. Nem de penálti conseguimos marcar. Esse lance, a sete minutos do fim, podia ter reaberto o jogo, mas não marcámos. Faltou-nos agressividade e eficácia. Parabéns ao real pelo título e pela subida".
 
 
Jogo disputado no Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu.
 
 
Oliveirense - Real Massamá, 0-2.
Ao intervalo: 0-1.
 
Marcadores:
 
0-1- Erico, 33.
 
0-2- Erico, 69.
 
Equipas:
 
Oliveirense: Filipe Ferreira, Sérgio Silva, Ricardo Tavares, João Mendes (Oliveira, 66), Alemão, Kiki Ballack, João Amorim (Rafa, 75), Zé Pedro Freitas, Clayton (Serginho, 60), Fabian e Godinho.
 
(Suplentes: Raphael Mello, Leo, Rafa, Oliveira, Serginho, Edvâncio, Raúl).
 
Treinador: Pedro Miguel.
 
Real Sport Clube: Miguel Assunção, Jorge Bernardo, José Pedro, Rúben (Marlon, 72), Marcelo (Sabry, 84), Kikas (Guti, 88), Brash, Erico, Palácios, Matheus Costa e Nuno Tomás.
 
(Suplentes: Gonçalo, Marlon, Palmeira, Guti, Luís Mota, Sabry, Allef)
 
Treinador: Filipe Martins.
 
Árbitro: Pedro Campos (AF Bragança).
 
Ação disciplinar: cartão amarelo para Jorge Bernardo (70) e Ricardo Tavares (74).
 
Assistência: Cerca de 900 espetadores.