'Qualifying' do Estoril Open com cinco 'top 100', um deles antigo 'top 10'

'Qualifying' do Estoril Open com cinco 'top 100', um deles antigo 'top 10'
O quadro do torneio de qualificação do Estoril Open, a 29 e 30 de abril, contará com cinco jogadores do ‘top 100’ e fechará com o tenista classificado na posição 175, o letão Ernests Gulbis, antigo 'top 10'.
 
Segundo a organização, que divulgou hoje os 14 jogadores com entrada direta (faltam ainda os dois ‘wild cards’), este ‘qualifying’ é o mais forte de sempre do único torneio português do circuito profissional.
“Se no ano passado já referi ser o ‘qualifying’ de um torneio do ATP World Tour em Portugal mais forte de sempre, o que dizer este ano? A fasquia está ainda mais elevada”, destacou o diretor do torneio, João Zilhão.
Segundo o mesmo responsável, o fim de semana que antecede o arranque do quadro principal, vai proporcionar “ténis de alto nível, como aperitivo ideal para o quadro principal”.
“Tal como no quadro principal, em que apresentamos o elenco mais forte das três edições (...), também no ‘qualifying’ vamos ter o melhor quadro de sempre, com cinco elementos do ‘top 100’ e um ex-‘top 10’ (Ernests Gulbis)”, realçou João Zilhão.
O facto de o ‘qualifying’ fechar com o número 175 do mundo, faz com que nenhum português tenha entrada direta na qualificação, estando Pedro Sousa, o número três nacional e 212 do mundo, de fora por quatro lugares.
 
Lista de inscritos para o ‘qualifying’ do Estoril Open:
1. Victor Estrella-Burgos (República Dominicana), 84.º jogador mundial.
2. Stéphane Robert (França), 86.º.
3. Ernesto Escobedo (EUA), 91.º.
4. Renzo Olivo (Argentina), 92.º.
5. Taro Daniel (Japão), 96.º.
6. Santiago Giraldo (Colômbia), 103.º.
7. Bjorn Fratangelo (EUA), 116.º.
8. Andrey Rublev (Rússia), 118.º.
9. Iñigo Cervantes (Espanha), 132.º.
10. Kenny de Schepper (França), 145.º.
11. Elias Ymer (Suécia), 155.º.
12. Federico Gaio (Itália), 164.º.
13. Enrique Lopez-Perez (Espanha), 174.º.
14. Ernests Gulbis (Letónia), 175.º.
 
‘Alternates’:
15. Nicolas Jarry (Chile), 191.º.
16. Tristan Lamasine (França), 195.º.
17. Sam Groth (Austrália), 196.º.
18. Pedro Sousa (Portugal), 212.º.
 
Nota: ‘ranking’ de 10 de abril.