PSP garante 'total conforto' para operação da final da Taça e utiliza 'drone'

PSP garante 'total conforto' para operação da final da Taça e utiliza 'drone'
A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou hoje a utilização de um ‘drone’ na operação de segurança do jogo de domingo entre FC Porto e Sporting de Braga, da final da Taça de Portugal de futebol.
 
"A polícia sente um conforto enorme naquilo que vai ser a festa do futebol. O policiamento já começou, a operação desenvolve-se de forma transparente, garantindo o condicionamento no acesso a todo o recinto. No setor do trânsito, a operação terá maior visibilidade a partir das 08:00 do próximo domingo", afirmou o intendente José Neto, em conferência de Imprensa no relvado do Estádio Nacional.
 
José Neto explicou que a PSP vai utilizar o ‘drone’ “única e exclusivamente para perceber onde há um grande aglomerado de pessoas”: “interessa-nos o movimento das pessoas e não o individuo".
 
O intendente, que não confirmou o número de efetivos destacados, sublinhou que a operação de segurança já começou a ser preparada há cerca de cinco meses, num esforço de várias entidades.
 
"A preparação desta final resulta de um esforço consolidado de cinco meses entre Federação [Portuguesa de Futebol], Complexo Desportivo do Jamor e PSP, garantindo que algumas vulnerabilidades fossem identificadas na estrutura e fossem mitigados alguns dos riscos", disse.
 
Uma vez que os dois clubes viajam do norte até Lisboa, a PSP sublinhou a importância de garantir total segurança para os utilizadores da A1 e A8.
 
"Tecnicamente, a PSP preocupa-se em garantir que os adeptos que se desloquem de carro ou autocarro estejam seguros e não ponham em causa a segurança dos outros utilizadores da A1 e A8. Iremos fazer um trabalho específico de acompanhamento para garantir a fluidez de trânsito e monitorizar o potencial de risco dos adeptos de ambas as equipas", vincou.
 
Sem divulgar o nível de risco do encontro, José Neto revelou que uma das preocupações da PSP passa pela segurança dos adeptos antes, durante e depois do encontro.
 
"Este ano, com dois clubes que se deslocam do norte para o sul, a PSP fará um esforço para que a chegada, permanência e festa dos adeptos se faça com o maior conforto e segurança possível. Não estamos preocupados com avaliações técnicas de risco, que obedecem apenas a critérios das forças de segurança, nem com a sua exposição na comunicação", reiterou.
 
Sporting de Braga e FC Porto disputam a final da Taça de Portugal no domingo, às 17:15, no Estádio Nacional, em Oeiras, num encontro que vai ser dirigido por Artur Soares Dias, da Associação do Porto.