PSP deteve rede de tráfico de droga que operava na Grande Lisboa

PSP deteve rede de tráfico de droga que operava na Grande Lisboa
Quatro homens e uma mulher foram detidos em flagrante no âmbito de uma investigação policial a uma rede de tráfico de droga na Grande Lisboa, na qual foram apreendidos 193 quilos de haxixe e três armas de fogo.

Esta alegada rede de tráfico foi detida na segunda-feira durante uma operação policial que decorreu entre as 16:00 e as 19:00, nas zonas da Alta de Lisboa, Camarate (Odivelas) e Ericeira (Mafra). 
A Divisão de Investigação Criminal da PSP de Lisboa deu cumprimento a seis mandados de busca domiciliária e a quatro de busca não domiciliária.
Fonte da PSP disse à agência Lusa que o líder desta rede desenvolvia esta atividade ilícita numa oficina automóvel em Camarate, com o auxílio da mulher e de outros três suspeitos, onde recebia os clientes e procedia à venda de droga.
"A oficina era um negócio de fachada para justificar os elevados lucros provenientes do tráfico de droga. Também faziam entregas aos clientes noutros locais, através da utilização de viaturas que foram agora apreendidas", disse a fonte.
De acordo com a fonte, o grupo terá lucrado centenas de milhares de euros, o que lhes permitiu a aquisição de bens patrimoniais de elevado valor, como a compra de várias viaturas de gama alta e o aluguer de uma vivenda de luxo na Margem Sul.
A polícia acredita que com a detenção dos cinco suspeitos terminou com uma importante rede de tráfico na Grande Lisboa.
No decorrer da operação foram apreendidas três armas de fogo (duas espingardas e um revólver), uma arma elétrica, um aerossol neutralizante, 132 munições de diversos calibres, 193 quilos de haxixe no valor de 275.000 euros e cinco viaturas.
A PSP apreendeu ainda 15.670 euros, sete telemóveis e dois computadores portáteis.
Os detidos têm idades entre os 31 e os 37 anos, têm antecedentes criminais por tráfico de droga e outros crimes, e vão ser presentes a tribunal na quarta-feira, para primeiro interrogatório judicial.