PSP deteve alegada rede de tráfico de droga na Grande Lisboa

PSP deteve alegada rede de tráfico de droga na Grande Lisboa
A PSP deteve 24 pessoas por suspeitas de pertencerem a um grupo organizado de tráfico de droga na Grande Lisboa e apreendeu três carabinas e um revólver, disse à Lusa fonte policial.
De acordo com a fonte, os 24 suspeitos foram detidos durante uma operação policial que decorreu nos concelhos de Sintra, Lisboa, Loures, Oeiras, Amadora e na Margem Sul (Costa da Caparica), onde a PSP deu cumprimento a 29 mandados de busca.
Esta operação que envolveu os meios da PSP destes concelhos e ainda da Unidade Especial de Polícia e da Investigação Criminal de Lisboa foi o culminar de uma investigação iniciada há um ano.
Segundo a fonte, a operação policial teve início no domingo, quando foi detido na autoestrada 2 um suspeito que se deslocava do Algarve para Lisboa, na posse de 1,5 quilos de haxixe.
"Os detidos atuavam em várias células de um grupo criminoso que operava na Grande Lisboa. Trabalhavam em conjunto no tráfico de droga e alguns deles aproveitavam o facto de trabalharem em estabelecimentos de diversão noturna para vender a droga e desenvolver contactos nesse sentido", disse a fonte da PSP à agência Lusa.
A polícia apreendeu 10 quilos de haxixe, um quilo de liamba (canábis), 300 doses de heroína e dezenas de comprimidos que suspeita serem de ‘ecstasy’, mas que ainda terão que ser analisados em laboratório. 
A PSP apreendeu ainda 3 carabinas, "uma delas de calibre de guerra", 100 munições do mesmo calibre, 25 munições de calibre .22, uma arma de calibre .22, dois bastões extensíveis, um gás pimenta, uma catana e 10 facas.
Numa residência na zona do Restelo, em Lisboa, a PSP apreendeu uma estufa de produção de canábis que continha 18 pés desta planta.
De acordo com a fonte, dois dos detidos são considerados "perigosos" pelas autoridades e têm antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime. O alegado líder do grupo encontrava-se fugido à justiça, uma vez que sob ele pendia um mandado de detenção para cumprimento de três anos de prisão pelo crime de tráfico de droga.
Os detidos são de nacionalidade portuguesa, a maior parte está desempregada, e vão ser presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial na terça-feira.
A investigação esteve a cargo da PSP de Sintra, adiantou a fonte policial.