PSP de Cascais com instalações novas e definitivas ao fim de 60 anos

PSP de Cascais com instalações novas e definitivas ao fim de 60 anos

Os agentes da divisão da PSP de Cascais aguardavam há 60 anos por instalações definitivas e com condições dignas de trabalho no concelho e hoje viram inaugurada a nova 50.ª Esquadra e a Esquadra de Turismo.

Desde 1954 que os agentes da PSP da Divisão de Cascais trabalhavam numa esquadra provisória e sem condições.

As instalações definitivas há muito prometidas foram hoje finalmente inauguradas, no edifício que antes pertencia à Guarda Fiscal da GNR, junto à Docapesca, na Baía de Cascais, que vai também albergar a Esquadra de Turismo do Comando de Cascais.

Para o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, que hoje presidiu à cerimónia de inauguração, "não há explicação" para a demora da criação das novas instalações.

"Durante pelo menos os últimos 40 anos não foram feitos os investimentos de forma planeada que eram necessários nas forças de segurança. É de realçar que estas instalações eram da GNR e essa boa cooperação que existe entre as duas instituições permitiu que a polícia pudesse estar agora mais bem instalada. Este é um passo muito significativo aqui", afirmou.

Miguel Macedo reconheceu que as antigas instalações "não tinham as mínimas condições do ponto de vista operacional e não tinha nenhumas condições de acolhimento e dignidade".

Também para o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, o momento de hoje tem um grande significado no concelho.

"Os profissionais da PSP já não acreditavam [que viessem a ter instalações definitivas]. Este é também o reconhecimento do trabalho que a PSP tem feito, de dar-lhes agora condições condignas, quer no trabalho da promoção da segurança, mas também na componente social, de promover a coesão social e desenvolvimento económico", sustentou.

Já o chefe da Divisão da PSP de Cascais, subintendente Luís Ribeiro, as novas instalações vão trazer outro ânimo para os agentes policiais.

"As antigas instalações estavam muito degradadas e sem condições de atendimento ao público. Claro que vir para umas instalações destas trabalhar, vem-se com outro ânimo, outra vontade e um sorriso nos lábios", disse.

O edifício das novas instalações foi cedido à autarquia no âmbito de uma parceria entre a Câmara de Cascais e o Ministério da Administração Interna (MAI) e sujeito a obras de requalificação, num investimento da autarquia de 375 mil euros.

Nas novas instalações vão funcionar 65 efetivos, 54 da 50.ª Esquadra e 11 da Esquadra de Turismo.

O acordo com o MAI prevê ainda novas instalações para a sede de Divisão Policial de Cascais, a Esquadra de Investigação Criminal de Cascais e alguns serviços da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial de Cascais.

Todos estes serviços vão ficar instalados em edifícios localizados junto à antiga Praça de Touros, já adquiridos pela Câmara de Cascais, num investimento de 1.2 milhões de euros.