PSP da Amadora detém 21 pessoas

PSP da Amadora detém 21 pessoas

 

A divisão da Amadora do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP anunciou hoje ter detido 21 pessoas no âmbito de uma operação especial de prevenção criminal levada a cabo naquele concelho.
Em comunicado, a PSP indica que as 21 detenções foram feitas na sexta-feira em flagrante delito pelos crimes de falsificação de documento, posse de arma proibida, coação e resistência sobre funcionário, falta de habilitação legal, condução sob o efeito de álcool e imigração ilegal.
A PSP da Amadora “deu ainda cumprimento a dois mandados de captura para pagamento de multa judicial ou consequente cumprimento de pena de prisão, caso o mesmo não se verificasse”, lê-se no documento.
A mesma força policial apreendeu ainda “uma arma de caça de calibre 12, duas armas brancas, diverso material furtado e quantias em dinheiro provenientes da viciação de viaturas”.
Dois suspeitos detidos pelo crime de imigração ilegal foram presentes no sábado a primeiro interrogatório judicial no Tribunal da Comarca da Amadora, ao passo que os restantes foram notificados para comparecer no Tribunal de Pequena Instância Criminal da mesma comarca para julgamento em processo sumário na segunda-feira.
Também na Grande Lisboa, em Oeiras, três homens com idades entre os 19 e os 25 anos foram detidos pela PSP em flagrante por tráfico de estupefacientes, indicou hoje a divisão policial de Oeiras.
Da operação policial, destinada a erradicar o tráfico de droga no concelho, resultou ainda a apreensão de “uma arma elétrica, 11,59 gramas de produto estupefaciente suspeito de ser cocaína, correspondente a mais de 110 doses individuais avaliadas em 400 euros, 215,7 gramas de produto estupefaciente suspeito de ser haxixe, suficiente para a preparação de 1.090 doses individuais com o valor de cerca de 300 euros, e 558,03 gramas de produto estupefaciente suspeito de ser liamba, equivalente a 2.790 doses individuais”, lê-se no comunicado.
Foram ainda apreendidas “diversas sementes de canábis, material de corte e acondicionamento de produto estupefaciente, duas balanças de precisão digitais, 2.220 euros do Banco Central Europeu em numerário, uma viatura ligeira de passageiros e dois telemóveis”, indica ainda o documento.
Os três detidos foram já presentes no Tribunal Judicial da Comarca de Oeiras, tendo sido decretada aos homens de 21 e 25 anos, que não tinham antecedentes criminais, a medida de coação de apresentações trissemanais na esquadra policial da área da sua residência, enquanto ao de 19 anos foi decretada a obrigação de permanência na sua residência.