PS desmente candidatura de João Gil a Cascais

PS desmente candidatura de João Gil a Cascais

O presidente da concelhia do PS/Cascais, Alexandre Sargento, afirmou hoje à agência Lusa que a candidatura do músico João Gil à Câmara Municipal, anunciada pelo próprio no facebook, "nunca foi, nem será" aprovada pela estrutura local do partido.
"Não foi sondado por nós, na concelhia, não é o nosso perfil de candidato e, portanto, não tem, nem terá a minha aprovação", afirmou o líder socialista de Cascais.
Alexandre Sargento admitiu, contudo, que alguém do partido, "mas não a nível local", tenha falado com o músico.
"O partido é muito grande, há muita gente, admito que alguém possa ter falado com ele, mas na concelhia não foi", assegurou.
O músico João Gil publicou hoje na sua página da rede social facebook que será candidato à presidência da Câmara de Cascais nas próximas eleições autárquicas.
"Disponibilizei-me a formar uma equipa própria e independente, que possa concorrer à Câmara de Cascais, através do Partido Socialista. Trata-se portanto da sugestão dum grupo de pessoas da sociedade civil no qual me incluo", lê-se.
Contactado pela Lusa, o músico confirmou a sua intenção de se candidatar à presidência da autarquia, admitindo que, se o PS não o apoiar, candidatar-se-á como independente.
"Pode até nem sem ser pelo PS. É um impulso da sociedade civil, da qual faço parte e faço questão de que a equipa seja constituída por independentes. Vamos ver se o PS está para aí virado", disse.