Presidente da República visita laboratório farmacêutico em Oeiras

Presidente da República visita laboratório farmacêutico em Oeiras

O Presidente da República retomou hoje o "Roteiro para uma Economia Dinâmica", com visita a empresas portuguesas de média dimensão e com "elevado potencial de crescimento".

A primeira visita do dia aconteceu logo pela manhã, em Linda-a-Velha, no concelho de Oeiras, ao Laboratório Edol, uma farmacêutica fundada em 1952, que emprega quase 130 trabalhadores e, entre outros produtos, produz preparados oftálmicos estéreis.
Com um volume de negócios de cerca de 14 milhões de euros em 2013, a Edol exporta neste momento para 12 países. Ainda assim, os problemas desta empresa farmacêutica de média dimensão relacionam-se em especial com a pressão das grandes multinacionais e a redução no preço dos medicamentos.

Daí, Aníbal Cavaco Silva, partiu para o distrito de Leiria, com a primeira paragem a acontecer na Benedita para visitar a Solacis, uma empresa de extração e processamento de pedra natural fundada em 1969 e, ainda antes do almoço, a comitiva deslocou-se ao CEIA - Centro Equestre Internacional de Alfeizerão, em funcionamento há cerca de ano e meio e que representou um investimento de cerca de 16 milhões de euros.

O Presidente da República, que durante a manhã não prestou declarações aos jornalistas, vai visitar à tarde duas empresas de equipamentos industriais no distrito de Aveiro, a CEI, em São João da Madeira, e a JPM, em Vale de Cambra.

Segundo a Presidência da República, as empresas que o chefe de Estado está a visitar ao longo do dia de hoje "são essencialmente exportadoras", têm como estratégia de afirmação a "especialização em nicho de produto e serviço" e "todas são grandes empregadores com um peso decisivo no emprego à escala local" e com impacto "no crescimento económico".