Presidente da Câmara de Almada afirma que Governo abandonou a Costa da Caparica

Presidente da Câmara de Almada afirma que Governo abandonou a Costa da Caparica

“O Governo PSD/CDS abandonou a Costa da Caparica”. Assim avalia a presidente da Câmara de Almada o resultado da reunião da Assembleia Geral da Costapolis, que decorreu esta quarta-feira, dia 24 de Abril. Para Maria Emília de Sousa foi “abandonado o desenvolvimento turístico económico e ambiental, desta localidade", assim como, “as populações que lhe têm dado o seu voto".

Segundo comunicado emitido pela edil, ficou decidida a “liquidação desta Sociedade até Junho de 2014” e “não foram atendidas as múltiplas propostas do accionista Município, minoritário no capital social que, através das suas decisões na Assembleia Municipal, se pronunciou repetidamente, e desde há vários anos, para que fosse assegurada a concretização integral do Plano Estratégico de Desenvolvimento da Costa da Caparica, contratualizado com o Governo da República e objecto da Sociedade”.

Acrescenta Maria Emília de Sousa que “é da maior hipocrisia, por parte do PSD, ter tido a iniciativa de promoção da Costa da Caparica de vila a cidade e nada fazer agora, enquanto Governo detentor das competências de quase todo o património e jurisdição nesta freguesia, para que a designada cidade da Costa da Caparica não fique apenas no papel”.

“Hipocrisia” do PSD e do CDS diz ser também a “lei de extinção de freguesias”, relativamente às 11 freguesias do concelho de Almada, a única que, por decisão daqueles partidos permanece com os mesmos limites e não foi agregada, é a freguesia da Costa da Caparica, de maioria PSD e, de seguida, abandone os agentes económicos, sociais e culturais e as populações, liquidando as suas aspirações, direitos e interesses, ao impor hoje a certidão de óbito ao Polis da Costa da Caparica, contra a vontade democraticamente expressa pela Assembleia Municipal em múltiplas posições sucessivamente transmitidas ao Sr. Primeiro‐Ministro”.

Na Assembleia Geral da Sociedade Costapolis “votámos contra o abandono das populações, dos agentes económicos, sociais  e  culturais  por  parte do accionista Estado, o Governo do PSD/CDS. Votámos contra o abandono da Costa da Caparica”, acrescenta a presidente em comunicado, onde refere ter “renovado, perante o Governo a proposta de continuidade da sociedade Costapolis, para que seja assegurada a concretização integral do Plano Estratégico do Programa Polis na Costa da Caparica”.