Prémios da Academia Internacional de Gastronomia entregues em Cascais

Prémios da Academia Internacional de Gastronomia entregues em Cascais

O Chef Vincent Farges, do Restaurante Fortaleza do Guincho, acaba de ser distinguido com o  Prémio “CHEF DE L’AVENIR” (Chef do Futuro) pela Academia Internacional de Gastronomia, com sede em Paris, que atribuiu a Portugal dois dos seus mais importantes prémios em 2013.

Na área da comunicação, o prémio “Multimédia de Gastronomia” premiou o documentário da TVI “O melhor peixe do mundo”, de Paulo Salvador e Ricardo Ferreira. A entrega dos prémios portugueses tem lugar nesta quarta-feira, dia 20 de março, às 13h00 no restaurante Fortaleza do Guincho e conta com a presença de Gerald de Balsac, secretário-geral da Academia Internacional de Gastronomia, bem como de Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, e de Miguel Pinto Luz, vice-presidente da autarquia. Também estará presente o Chef Antoine Westerman, três estrelas Michelin, concessionário da Fortaleza do Guincho, bem como membros da Academia Portuguesa de Gastronomia.

Reconhecendo ser Cascais um município que “tem vindo a dedicar um grande esforço à promoção das suas reconhecidas potencialidades gastronómicas”, a Academia Internacional de Gastronomia escolheu o Guincho para fazer a entrega dos prémios deste ano, os quais reconhecem ainda René Redzepi, do Restaurante Noma em Copenhaga, com o Grande Prémio de Arte Culinária. Este restaurante é considerado o melhor do mundo na lista S. Pellegrino/The Restaurant.

Para José Bento dos Santos, da Academia Portuguesa de Gastronomia, “o reconhecimento da cozinha extraordinária praticada pelo jovem Chef francês Vincent Farges no restaurante Fortaleza do Guincho é um ato de grande justiça” e realça o facto de vários membros da Academia Internacional terem visitado o restaurante para confirmar “in loco, a bondade da sua culinária”. “Baseada numa exímia técnica culinária, a cozinha de Vincent Farges domina a capacidade de combinar sabores de forma absolutamente espetacular”, Bento dos Santos refere ainda os pratos que o Chef apresenta: “Os seus pratos baseado nos magníficos legumes biológicos nacionais são de antologia, como também o são o seu tratamento do peixe e do marisco, matérias-primas de excelência que são por si tratadas com especial gabarito. O seu famoso borrego, a forma como consegue dar vida ao porco preto, o seu pombo de Anjou ou a galinha de Bresse em Baeckeoffe, são pratos de antologia e imperdíveis”.

A Fortaleza do Guincho tem 3G (máximo) no Guia Galp e uma estrela no Guia Michelin, embora todos os visitantes da Academia Internacional tenham considerado que o restaurante deveria ostentar no mínimo 2 estrelas.

No que respeita ao documentário, a Academia Internacional de Gastronomia reconhece que o documentário português “O melhor peixe do mundo”, da autoria de Paulo Salvador (jornalista) e Ricardo Ferreira (repórter de imagem), da TVI, constitui “uma peça extremamente bem executada, do guião com sequências lógicas e claras às imagens lindíssimas que o ilustram da melhor maneira”.