Praia de Santo Amaro de Oeiras com maior procura

Praia de Santo Amaro de Oeiras com maior procura

Santo Amaro, em Oeiras, só passou a ser "praia a sério" em 2012, tornando-se no maior areal do concelho, constituindo um dos ex-líbris das novas praias da Linha, depois da despoluição da zona ribeirinha.

Encaixada entre o paredão oeste do Porto de Recreio e o Forte de São Julião das Maias, a praia de Santo Amaro é a mais procurada do concelho de Oeiras e com maior extensão de areal, mas só no passado dia 27 de Abril é que este areal foi classificado de praia.

Segundo o vice-presidente da Câmara de Oeiras, Paulo Vistas, a designação foi finalmente alcançada devido ao histórico de boa qualidade das águas balneares, à vigilância aos banhistas e limpeza diária do areal, serviços assegurados pela autarquia.

"Desde 2007 que temos cumprido os parâmetros de qualidade, mas houve a necessidade de se esperar para ver se estes parâmetros se mantinham e por isso só agora Santo Amaro, Caxias e Paço de Arcos foram consideradas praias", adiantou Paulo Vistas à agência Lusa.

Para o responsável, a classificação vai ter um importante impacto na economia local, já que poderá trazer mais turistas ao concelho.

A opinião é partilhada por quem ali vai frequentemente que, embora reconheça a importância do estatuto de praia para atrair mais turistas, não observa grandes alterações.

"As águas estão mais limpas, mas a praia continua na mesma, não vejo diferenças", disse Paulo Marques, banhista assíduo da praia de Santo Amaro.

"Não estou a ver que tenha mudado grande coisa. As condições são boas e apercebi-me que este ano tem o acesso para os deficientes, é a única coisa que vejo de diferente, para já", considerou Isabel Almeida.

A opinião é também partilhada por Fernando e Alice Domingues, residentes em Telheiras (Lisboa). "Muda sempre alguma coisa o facto de agora ser praia. Acho que vai trazer mais turistas, mas acho que as pessoas podiam ter mais de cuidado porque ainda há muita sujidade à beira-mar", ressalvou Fernando Domingues.

Já Leonor Baião, proprietária do principal concessionário da praia há 30 anos, não acredita que a classificação de praia altere grande coisa.

"Não muda nada. Com a crise que está, tanto faz que seja praia como que não seja. As pessoas não consomem. Até pode trazer mais gente à praia, mas para nós, não muda nada", lamentou.

Além de Santo Amaro, também o areal de Paço de Arcos e Caxias ganharam o estatuto de praias e juntam-se à Praia da Torre, a única que já era reconhecida como praia balnear.

No próximo ano, a Câmara de Oeiras compromete-se a suportar os custos de um concessionário na praia de Caxias, a única ainda não vigiada, e ainda terá oportunidade de se candidatar à Bandeira Azul.

"Estamos em condições de dar impulso a esse processo e penso que na próxima época balnear poderemos já hastear a bandeira azul nas praias de Oeiras", concluiu Paulo Vistas.