Portugal de Lés-a-Lés junta 1500 motociclistas na descoberta de tesouros turísticos

Portugal de Lés-a-Lés junta 1500 motociclistas na descoberta de tesouros turísticos
O evento Portugal de Lés-a-Lés de 2017 vai contar com mais de 1500 motociclistas, que cumprirão em junho um percurso de 1.100 quilómetros entre Vila Real e o Algarve, avançaram hoje os organizadores.
 
Promovido pelo 19.º ano consecutivo pela Comissão de Mototurismo da Federação de Motociclismo de Portugal, o evento apresentado hoje no Luso (Mealhada) terá ligeiras alterações em relação às edições anteriores, nomeadamente a criação de uma quarta etapa em vez das três habituais.
 
"A edição deste ano será oferecedora de maior gozo mototurístico, mais conforto para os participantes e mais diversão, mas também mais tempo para descansar e mais oportunidades para descobrir sítios únicos", garantiu à agência Lusa Ernesto Brochado, da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP).
 
O evento decorrerá entre 14 e 17 de junho, com partida marcada para Vila Pouca de Aguiar (Vila Real), e passagem por algumas das principais atrações turísticas da zona da fronteira com Espanha e chegada ao Algarve.
 
"É um desafio para conhecer um país único, de quarta-feira a sábado, em quatro dias de aventura, ao longo dos já tradicionais 1.000 quilómetros de estradas nacionais, regionais e municipais e até alguns (poucos) caminhos de terra para chegar aos mais bonitos e recônditos locais, descobrindo ainda mais segredos deste jardim à beira-mar plantado", garantem os organizadores.
 
As inscrições para o evento já estão abertas na FMP, a um preço de 150 euros por pessoa, o que dará direito a todas as refeições, animação ao longo dos quatro dias do evento, assistência médica e mecânica.
 
Os organizadores esperam bater a marca dos 1.500 participantes fixada no ano passado, contando já com pré-inscrições de motociclistas de toda a Europa.