Porto de Lisboa vai ficar com cruzeiros, contentores passam para a Trafaria

Porto de Lisboa vai ficar com cruzeiros, contentores passam para a Trafaria
O Governo apresentou hoje um plano de restruturação do Porto de Lisboa, que prevê a concessão do terminal de cruzeiros, um novo terminal de contentores na Trafaria e a criação de uma nova marina.
O plano prevê um investimento de cerca de mil milhões de euros, 80 por cento dos quais de privados. 
O Governo prevê ainda regenerar e qualificar zonas urbanas em sete concelhos da Área Metropolitana de Lisboa. Segundo o Executivo, este plano deverá gerar 540 postos de trabalho diretos e mais 2000 indiretos.
Quanto ao terminal de contentores de Alcântara, o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, salientou que o contrato com a Liscont termina apenas em 2020, pelo que a discussão à volta do futuro deste terminal só se colocará dentro de alguns anos.
Os deputados do PSD eleitos por Setúbal solicitaram hoje uma reunião urgente ao secretário de Estado dos Transportes para discutir o plano de reestruturação do Porto de Lisboa, referindo que existem questões que devem ser acauteladas.
“Este é um plano estruturante e importante para a economia do país e para o aumentar das exportações, mas queremos ver algumas questões acauteladas e por isso pedimos já uma reunião com o secretário de estado dos Transportes”, disse à Lusa o deputado Bruno Vitorino.
O deputado social-democrata defendeu que o plano não pode ficar pela ideia de “limpar os contentores de Lisboa e colocá-los na Margem Sul”.
“Pelas conversas que já tivemos não nos parece que seja essa a ideia do Governo, mas queremos isto preto no branco e com garantias”, defendeu.
Bruno Vitorino referiu que é preciso assegurar a requalificação urbanística e a compatibilização do turismo na Trafaria (Almada) com o terminal de contentores, que se deve ter em atenção as questões ambientais e que é preciso aproveitar a oportunidade para “mudar o paradigma do projeto Arco Ribeirinho Sul”.
“Tem que haver uma requalificação urbanística na Trafaria, em Alcochete, mas também no Barreiro, que não pode ficar de fora. Um terminal de contentores no Barreiro pode ser também uma ideia a estudar”, salientou.
O Governo apresentou hoje um plano de reestruturação do Porto de Lisboa, que prevê a concessão do terminal de cruzeiros, um novo terminal de contentores na Trafaria e a criação de uma nova marina.
O plano prevê um investimento de cerca de mil milhões de euros, 80% dos quais de privados.
O Governo prevê ainda regenerar e qualificar zonas urbanas em sete concelhos da Área Metropolitana de Lisboa. Segundo o executivo, este plano deverá gerar 540 postos de trabalho diretos e mais 2.000 indiretos.