População da Ribeira de Outurela convidada a fazer hortas em terrenos cedidos pela Câmara de Oeiras

População da Ribeira de Outurela convidada a fazer hortas em terrenos cedidos pela Câmara de Oeiras

A segunda fase de requalificação e arranjo paisagístico da Ribeira de Outurela levou a Câmara de Oeiras a avançar com mais um projecto de criação de hortas comunitárias naquela zona da freguesia de Carnaxide, onde foram criados 15 talhões, com cerca de 25 m2.

A autarquia vai disponibilizar os referidos terrenos a potenciais interessados no seu cultivo, sendo que o processo de candidatura decorre até final do mês de Maio.

Podem candidatar-se todos os residentes no concelho de Oeiras sendo, no entanto, dada prioridade na seleção a quem resida num raio de proximidade às hortas de 500 metros, aos habitantes da freguesia de Carnaxide e, também, será tida em conta a ordem de inscrição.

O Regulamento e a Ficha de candidatura estão disponíveis nos portais da Câmara Municipal de Oeiras (www.cm-oeiras.pt) e da Junta de Freguesia de Carnaxide (www.jf-carnaxide.pt).

Refira-se que, a atividade agrícola de subsistência, materializada sob a forma de hortas, é uma atividade que permite uma melhoria da qualidade ambiental. Nos municípios urbanos, a horticultura torna-se ainda mais relevante para a manutenção da qualidade do solo, da biodiversidade e, consequentemente, da estrutura ecológica.

Estes espaços de lazer têm um enorme potencial sociocultural, permitindo um incremento da qualidade de vida dos seus utilizadores. Deste modo, o Programa Hortas Comunitárias de Oeiras visa criar um novo espaço de horticultura inserido de preferência numa área verde, parque urbano/jardim e terrenos municipais, cuja manutenção seja participada, fomentando o espírito comunitário e a apropriação qualificada do espaço público.

O referido programa municipal visa potenciar o uso de práticas agrícolas tradicionais e o modo de produção biológico/tradicional, como forma de promover o desenvolvimento sustentável, no sentido de orientar e harmonizar as alterações resultantes dos processos sociais, económicos e ambientais e promover a produção de espécies vegetais/hortícolas mais saudáveis para os utilizadores desses espaços.

O Município de Oeiras através da criação de programas de agricultura comunitária pretende tornar a atividade agrícola controlada e regulamentada mais acessível a quem não dispõe de um espaço próprio e privado, fomentando o espírito social, a prática de atividades ao ar livre e a educação ambiental.

O Programa Hortas Comunitárias de Oeiras contempla ainda uma componente educativa, apresentando em espaço próprio ações de formação sobre técnicas de agricultura biológica/tradicional, de manutenção de espaço público, de trabalho comunitário, de compostagem e de promoção ambiental.

Pretende-se, com esta iniciativa, estimular práticas de cultivo que aproximem o cidadão da natureza, no respeito pelos equilíbrios ambientais.