Pedro Pinto defende videovigilância e regresso dos guarda-nocturnos para reforçar segurança em Sintra

Pedro Pinto defende videovigilância e regresso dos guarda-nocturnos para reforçar segurança em Sintra
O candidato da coligação PSD/CDS-PP à presidência da Câmara de Sintra, Pedro Pinto, defendeu hoje a instalação de sistemas de videovigilância no município, prometendo que, se vencer as autárquicas, fará um referendo popular sobre o assunto.
"A segurança vai ter prioridade máxima em Sintra. Todos se sentirão mais confortáveis e seguros se conseguirmos pôr sistemas de videovigilância na parte exterior de todas as estações [ferroviárias], nas escolas e nas passagens [pedonais sobre] o IC19", disse o candidato da coligação "Sintra Pode Mais".
O deputado e também vice-presidente do PSD, participou hoje numa iniciativa de campanha às eleições autárquicas de 29 de setembro, junto à estação ferroviária de Algueirão-Mem Martins.
O social-democrata adiantou que, se vencer as eleições autárquicas, vai avançar com um referendo junto da população residente no município, para perceber se também defende a instalação de sistemas de videovigilâncias nos "pontos nevrálgicos" do concelho.
O candidato da coligação que envolve PSD, CDS-PP e MPT (Movimento Partido da Terra) criticou o número de polícias nas várias esquadras da PSP do concelho, que considera insuficiente.
"Um dos grandes problemas que existe é não termos suficientes policias na rua. Tenho que me questionar porque é que em Loures e Odivelas há quatro polícias por quilómetro quadrado e em Sintra apenas dois. Parece que Sintra foi esquecida pelo poder central e pelo próprio município", afirmou.
Pedro Pinto adiantou que as suas propostas ao nível da segurança assentam também em melhorar o sistema de iluminação das ruas do município e em criar condições para o "regresso às ruas" dos guardas-noturnos.
"Vou defender a existência de guardas-noturnos no município de Sintra como algo fundamental para que os cidadãos se sintam mais confortáveis. Todos sabemos do trabalho fantástico que era feito no passado por estes homens e quero que voltem a todas as freguesias e a todos os bairros", defendeu.
Quanto a formas de financiamento dos guardas-noturnos, Pedro Pinto adiantou que esta medida será paga pelas populações dos bairros envolvidos, em articulação com as juntas de freguesia e a Câmara Municipal.
 Na corrida à Câmara de Sintra, além de Pedro Pinto, são já conhecidas as candidaturas de Pedro Ventura (CDU), Basílio Horta (PS), Luís Fazenda (BE), Barbosa de Oliveira (independente), Nuno da Câmara Pereira (PND), Marco Almeida (independente) e Nuno Azevedo (PAN).
A Câmara de Sintra é presidida por Fernando Seara, eleito pela coligação Mais Sintra (PSD e CDS-PP) nas eleições autárquicas de 2009 com mais cinco vereadores. Na oposição estão quatro vereadores do PS e um da CDU.
LUSA