PDM de Cascais em discussão pública durante os próximos 30 dias

PDM de Cascais em discussão pública durante os próximos 30 dias
A Câmara de Cascais decidiu, em reunião do executivo, colocar em discussão pública, no prazo de 30 dias, a proposta de revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) do concelho. Segundo o presidente da câmara, Carlos Carreiras, o novo documento vai dar ao concelho "mais atratividade, competitividade e sustentabilidade".
 
Apelidado como Plano Estratégico para o Município de Cascais, o novo PDM vai colocar "as pessoas no centro".
 
"Entrámos no ciclo de desenvolvimento promovido pela diversidade, pelo conhecimento e pela inovação. É o ciclo das pessoas. Este plano é feito para elas", sustentou Carlos Carreiras.
 
O autarca explicou que o novo documento dá ainda prioridade a uma política de desenvolvimento sustentável, dando "primazia do natural ao urbano" e que "salvaguarda os recursos naturais sem colocar em causa o progresso económico, a criação de emprego e a coesão social e territorial".
 
Reduzir assimetrias, olhar para o concelho como um todo, dar prioridade à requalificação e à regeneração urbana e criar atividades que promovam o emprego são outros dos objetivos nos quais assenta o novo PDM, referiu o autarca.
 
Em reunião de assembleia municipal de Cascais, a concelhia da CDU considerou que o período de discussão pública determinado, 30 dias, "é muito curto".
 
"Há alguns documentos ‘online’ que não se consegue abrir, é um processo que se deve ver com muito atenção e por isso achamos que o período de discussão pública deve ser alargado o mais possível para participação de todos os munícipes", disse o deputado comunista Luís Castro.