Patrulheiros reforçam segurança junto às escolas da Amadora

Patrulheiros reforçam segurança junto às escolas da Amadora

O município da Amadora reduziu para zero os casos de acidentes rodoviários envolvendo crianças junto a escolas, devido à presença nestes locais de idosos ‘patrulheiros’ que ajudam crianças a atravessar estradas.

Há quinze anos que os ‘patrulheiros’ da Amadora param o trânsito para que as crianças e os jovens saiam das escolas em maior segurança, num projecto da Câmara da Amadora que conta com a colaboração da Polícia de Segurança Pública.

De acordo com o vereador responsável por este projecto, Gabriel Oliveira, a presença destes reformados junto reduziu para zero o número de acidentes e atropelamentos junto a estabelecimentos de ensino.

"Os ‘patrulheiros’ estão nas imediações das escolas de manhã, à hora de almoço e à hora de saída. Têm o objectivo de controlar, organizar e impor respeito. Mantêm a segurança à volta das escolas", disse o vereador à agência Lusa.

Este ano foram seleccionados 30 idosos que vão, durante todo o ano lectivo, ajudar jovens estudantes de 30 escolas a atravessar as passadeiras. Cada um estará equipado com uma farda cedida pela autarquia e receberá cerca de 300 euros por mês.

Além dos ‘patrulheiros’, a Câmara da Amadora vai criar as denominadas ‘zonas 30’ junto às escolas, onde os automobilistas não podem ultrapassar os 30 quilómetros por hora.

Há cerca de um ano, o município alargou o programa ‘Patrulheiros’ aos espaços verdes, com um grupo de idosos a assumirem o serviço de patrulhas nocturnas no Parque Aventura, na Ilha Mágica do Lido, no parque Luís de Camões, no Parque Central e no Parque da Fantasia.

Segundo Gabriel Oliveira, desta forma o município reduziu custos de manutenção destes espaços verdes, uma vez que diminuíram os casos de vandalismo dos equipamentos.

"É também um sucesso. Os ‘patrulheiros’ evitam vandalismos nos parques, evitam que os equipamentos sejam indevidamente utilizados e permitem criar segurança nestes locais", afirmou.

Nesta quinta-feira foram empossados os 30 ‘patrulheiros’ que este ano vão estar junto às escolas.