Parques de Sintra promove limpeza e reflorestação da Tapada do Saldanha

Parques de Sintra promove limpeza  e reflorestação da Tapada do Saldanha

Um milhão e 335 mil euros é o montante de dois projectos em curso na Serra de Sintra, que contam com financiamento no âmbito do PRODER (Programa de Desenvolvimento Rural), inserido na estratégia de recuperação ambiental da empresa de capitais públicos Parques de Sintra-Monte da Lua.
Um dos projectos é o da limpeza e reflorestação da Tapada do Saldanha, que vai implicar a plantação de cerca de 50 mil árvores. Financiado em 70 por cento a fundo perdido pelo PRODER, o projecto de limpeza e reflorestação das parcelas da Tapada do Saldanha adquiridas em 2010, para reduzir os riscos de fogos florestais, implica um investimento na ordem dos 645 mil euros. Segundo a empresa, "pretende-se aumentar o valor ecológico, paisagístico, recreativo e cultural da Tapada do Saldanha, através da substituição gradual da vegetação exótica invasora (eucaliptos e acácias) por vegetação nativa (carvalho português, carvalho roble, sobreiro e medronheiro)". António Lamas destaca a importância deste projecto por "permitir retirar de uma situação de risco a falda sul da Serra de Sintra, já que se tratava de uma propriedade, pelo estado em que se encontrava, que constituía uma grande ameaça de incêndios". O presidente da Parques de Sintra-Monte da Lua congratula-se com a concretização do financiamento do PRODER, "que levou alguns anos a negociar", que vai permitir mudar a imagem da Tapada do Saldanha e também da Tapada das Roças, esta mesmo no interior da área classificada como Património da Humanidade.
O segundo projecto financiado pelo PRODER, neste caso a 80 por cento, diz respeito ao controlo de espécies invasoras lenhosas, numa área de cerca de 320 hectares. Este projecto vai ser monitorizado pelo Centro de Biociências do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, "com vista à minimização dos impactos na fauna, flora, água e solo", e avaliado pelo Instituto Superior de Agronomia (ISA) em relação à "eficácia dos tratamentos implementados".