Palácio de Queluz acolhe concertos de encerramento do Festival de Sintra

Palácio de Queluz acolhe concertos de encerramento do Festival de Sintra
A 52.ª edição do Festival de Sintra, organizado pela Câmara Municipal de Sintra com o apoio da Parques de Sintra, e que conta com a direção artística de Adriano Jordão, está a chegar ao fim. No próximo fim de semana, o acordeonista Richard Galliano (26 de maio) e um Concerto Promenade (27 de maio) concluem esta iniciativa que durante o mês de maio levou sonoridades ecléticas ao concelho de Sintra.
 
Na sexta-feira (26 de maio), pelas 21h30, Richard Galliano regressa aos palcos portugueses, desta vez acompanhado por um trio de músicos de jazz. O francês Galliano é dono de um fraseado suave, mas de grande virtuosismo. A sua sonoridade ultrapassa as possibilidades do acordeão, o que faz dele um dos símbolos da renovação deste instrumento no jazz. O acordeonista, que já tocou com nomes maiores como Chet Baker e Charles Aznavour, apresenta-se na Sala do Trono do Palácio Nacional de Queluz com Bertrand Cervera no violino, Jean Paul Minali Bella, na viola, e Sylvain Le Provost, no contrabaixo.
 
O Terreiro do Palácio Nacional de Queluz é o cenário do Concerto Promenade, no sábado (27 de maio), às 21h30, com entrada livre. Este é um conceito de espetáculo desenvolvido pelo maestro inglês Sir Henry Wood (séc. XVIII e XIX), baseado na informalidade, uma vez que o público pode se promener durante o concerto. É esta a proposta para o encerramento do 52.º Festival de Sintra, que viajará pelos reportórios de Shostakovich, Rossini, Verdi, Tchaikovsky, entre outros. Pelo palco vão passar a soprano Carla Simões, o tenor Pedro Rodrigues, o barítono Diogo Oliveira, o clarinetista Alberto Lajes, o Coro Lisboa Cantat e a Banda Sinfónica do Exército.
 
O 52.º Festival de Sintra, que teve início no dia 5 de maio e termina neste fim de semana, contemplou cerca de 30 concertos em espaços emblemáticos do concelho, bem como em ruas, praças e jardins, através da iniciativa “Sons de Rua”.