Palácio de Mafra recebe arte contemporânea

Palácio de Mafra recebe arte contemporânea
A partir de 9 de Maio (sábado) e até 28 de junho, o Palácio Nacional de Mafra transforma-se em local de reflexão artística contemporânea para o público, com o início da exposição“Identidade e Circunstância”.
 
Este é o culminar de um trabalho realizado ao longo de vários meses por três reconhecidos artistas portugueses, com uma vasta experiência internacional: João Bacelar, Joao Vilhena e Natércia Caneira, autores de obras de escultura, fotografia e instalação que poderão ser apreciadas durante quase dois meses nas instalações do Palácio.
 
Tal como o nome indica, “Identidade e Circunstância” é um conjunto de três exposições pensadas com o objectivo de criar a harmonia perfeita entre a identidade de cada um dos artistas com a circunstância do tempo e do espaço – todos as obras de arte foram exclusivamente concebidas para o Palácio do século XXI e idealizadas para cada um dos seus espaços.
É a primeira vez que três artistas reconhecidos se juntam debaixo da mesma premissa para criar obras únicas numa exibição de grandes dimensões criada especificamente para o Palácio Nacional de Mafra - o maior Palácio de Portugal. 
 
Nada do género é feito em Portugal desde o tempo da monarquia. Esta iniciativa consegue juntar património, cultura e arte contemporânea ao serviço do turismo e da educação com vista a que o grande público possa usufruir destas exposições.
 
O conjunto de exposições poderá ser visitado diariamente, entre os dias 9 de Maio e 28 de Junho, no horário habitual do Palácio (09.00h - 18.00h) e não terá qualquer custo adicional ao do bilhete para entrar no Palácio, cujo valor máximo é de 6,00€.