Pai acusado de matar bebé à facada em Oeiras condenado a 25 anos de prisão

Pai acusado de matar bebé à facada em Oeiras condenado a 25 anos de prisão
 O Tribunal de Cascais condenou hoje a 25 anos de prisão o homem acusado de esfaquear mortalmente o filho de seis meses em abril de 2015, em Oeiras.
 
A decisão foi proferida por um tribunal de júri, composto por quatro cidadãos previamente selecionados e que havia sido requerido pela defesa, e também pelo coletivo de três juízes.
 
Para o Tribunal, foram dados como provados todos os crimes pelos quais respondia, à exceção do de tráfico de droga.
 
O arguido estava acusado de ter matado o filho, a 08 de abril de 2015, em retaliação contra a sua ex-companheira, a qual lhe teria dito que queria pôr fim à relação entre ambos, após descobrir que o suspeito mantinha o consumo de álcool.
 
O homem respondia ainda, neste processo, por explosão e incêndio, profanação de cadáver e homicídio, todos estes crimes na forma tentada, além de um crime de tráfico de droga.
 
O Ministério Público havia pedido uma pena de prisão não inferior a 20 anos e o advogado da assistente, mãe do bebé, a pena máxima.
 
A defesa do arguido reclamou a sua inocência e já comunicou hoje que vai recorrer da decisão.