Os Verdes questionam Governo sobre 'degradação' do Paço Real de Caxias

Os Verdes questionam Governo sobre 'degradação' do Paço Real de Caxias
O grupo parlamentar "Os Verdes" questionou na quarta-feira o Governo sobre o "adiantado estado de degradação" do palácio Paço Real de Caxias, no concelho de Oeiras.
 
Numa pergunta enviada pelo deputado José Luís Ferreira, "Os Verdes" querem saber o que Ministério da Defesa tem previsto para a recuperação do espaço e sua utilização no futuro.
 
"Tem o Ministério da Defesa Nacional conhecimento dos imóveis que estão sob a sua tutela e que, à semelhança do Paço Real de Caxias, carecem de intervenção imediata?", questionam os parlamentares.
 
O Paço Real de Caxias, que atualmente se encontra sob a tutela do Ministério da Defesa Nacional, foi mandado construir antes do terramoto de 1755 por D. Francisco de Bragança e é um pequeno palácio com salas cujos tetos e paredes estão totalmente decorados com pinturas. Em 1953 foi classificado como imóvel de interesse público.
 
Localizado em frente à estação ferroviária de Caxias, O Paço Real foi residência de verão da família real desde 1834 e possui, na parte superior da sua fachada, um grandioso painel de azulejos azuis e brancos, semelhantes aos azulejos do Palácio de Queluz.
 
"Considerando que, apesar da história e da importância deste pequeno palácio, hoje este encontra-se imundo, abandonado e à beira da ruína, com os azulejos arrancados, as paredes e as pinturas destruídas da humidade e as janelas partidas", denuncia o grupo parlamentar.
 
Contactada pela Lusa, fonte do Ministério da Defesa informou que "o edifício está em fase de alienação" e que a sua situação "está a ser avaliada", sendo que "só depois disso serão estudadas soluções" para o espaço.