Os animais e a natureza em destaque no Outono em Sintra

Os animais e a natureza em destaque no Outono em Sintra

No mês de outubro, os Parques e Monumentos de Sintra têm para oferecer uma programação orientada para a vida animal e para a natureza, com exibições de Falcões, exposições, descoberta de novos animais, workshops, bem como atividades pensadas para os mais pequenos.

De terça a domingo, às 12h, nos jardins do Palácio de Queluz, é possível assistir a exibições devoo de falcões e, através de uma visita guiada conduzida pelos falcoeiros, conhecer as instalações da falcoaria e a exposição, onde é possível descobrir mais detalhes sobre esta arte. Os mais destemidos podem mesmo tirar uma fotografia segurando uma ave de rapina.

A 12 de outubro, na Quintinha de Monserrate, os participantes da “Oficina de Conservas de Frutos e Legumes” vão poder aprender como conservar frutos e legumes colhidos no verão para consumo durante o inverno. No mesmo dia, tem lugar o “Workshop sobre comedouros e anilhagem de aves”, no Parque de Monserrate, onde, para além de acompanhar o processo de anilhagem de uma ave, é ainda possível aprender a aumentar a quantidade de alimentos disponíveis para estes animais através da construção de comedouros. Ainda em Monserrate (16 outubro), a proposta é aprender a construir ninhos para as aves, aumentando assim os locais de nidificação das mesmas. Isto no “Workshop sobre caixas-ninho para aves”.

 

No dia 20, a Quintinha de Monserrate abre as portas aos mais novos, convidando-os a descobrir como vivem os animais da quinta e a distinguir as principais diferenças entre as espécies domésticos e os seus antepassados selvagens, na atividade ‘O dia-a-dia dos animais’.

 

Durante o mês de outubro, prossegue também, todos os dias, a atividade ‘Sintra Canopy’, percurso em slide junto às copas das árvores na encosta do Castelo dos Mouros.

Durante este mês é igualmente possível, no Parque da Pena, fazer diariamente Passeios a Cavalo ou de Pónei e, nos Jardins do Palácio de Queluz, todas as quartas-feiras e sábados, prosseguem as Apresentações da Escola Portuguesa de Arte Equestre.

 

No Parque de Monserrate, fadas e duendes em forma de marionetas prometem guiar os mais pequenos através de jardins, flores e árvores, na atividade “As Criaturas da Floresta Mágica”(13 de outubro). A 26 de outubro, o Palácio de Sintra volta a receber “O Tesouro do Rei”,proporcionando uma aventura onde não faltam pistas, mistérios, muita diversão e conhecimento. O Palácio de Queluz, regressa às origens no dia 27, com a “Viagem à Corte do século XVIII”, dando a conhecer a forma como se vivia naquela época, como se divertiam e aprendiam as pessoas, o que vestiam ou que música ouviam e dançavam. 

 

No mês de outubro, no Palácio da Pena, a exposição ‘Vitrais e Vidros: um gosto de D. Fernando II’ permanece como atração, agora já com as recentes peças oriundas do Museu Nacional de Arte Antiga, na Sala dos Veados e, no Palácio de Monserrate, a exposição“Enchantment at Monserrate, de Thelma Chambers” continua de portas abertas aos visitantes.

 

No Espaço Info Parques de Sintra mantém-se patente, todos os dias, a ‘Exposição das Melhores Imagens da Primavera em Sintra’, com os vencedores do concurso de fotografia ‘Captar Sintra – A Biodiversidade das estações’. No mesmo espaço é ainda possível visionar o‘Documentário ‘A Sinfonia’’, todos os sábados e domingos.

 

Informações ao público e inscrições:

+351 21 923 73 00 / npa@parquesdesintra.pt

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

 

12 outubro

Workshop sobre comedouros e anilhagem de aves

Parque de Monserrate | 09h30 

Durante esta atividade, inserida no âmbito do projeto BIO+Sintra, os participantes poderão acompanhar todo o processo de anilhagem de aves, desde a colocação da anilha ao registo de todas as biometrias, recebendo explicações detalhadas sobre cada passo. Adicionalmente, aprenderão a distinguir as espécies capturadas e, sempre que possível, a determinar o sexo e idade das aves. Serão ainda dadas a conhecer formas fáceis e divertidas de aumentar a quantidade de alimentos para as aves, através da disponibilização de vários tipos de materiais para construção de diferentes comedouros, que serão depois colocados no exterior.

 

Duração: 2h30

Destinatários: maiores de 4 anos

Tarifário: Gratuito

Requer inscrição prévia (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

http://biomaissintra.parquesdesintra.pt/webapp/index.php/pt/site/noticias/55

 

 

 

12 de outubro

Oficina de Conservas de frutos e legumes

Quintinha de Monserrate I 10h00

Nesta oficina serão colocadas em prática algumas técnicas de conservação de frutos e legumes de verão, frescos ou cozinhados, e que podem ser consumidos durante o inverno, época de menor abundância destes vegetais. Serão focados os seguintes pontos:

 

- material para confeção de conservas;

- preparação dos frutos e legumes a conservar;

- esterilização dos frascos;

- pasteurização das conservas;

- ervas aromáticas utilizadas em conservas;

- sementes utilizadas em conservas;

- confeção de molhos para conservar;

- preparação de chutneys;

- confeção de azeite e vinagre aromatizado;

 

Duração: 4h00

Destinatários: maiores de 14 anos

Tarifário: €25,00/pessoa

Requer inscrição e pagamento prévios (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

 

 

13 de outubro

As Criaturas da Floresta Mágica

Parque de Monserrate | 15h00

Apelando ao imaginário de todos os participantes, estes são convidados a entrar no mundo das fadas e dos duendes da floresta, e a acompanhar personagens que, na forma de fantoches, vão mostrando a magia das árvores do Parque de Monserrate.

Trata-se de uma atividade que conjuga um percurso de pistas pelo parque com um teatro de marionetas.

Duração: 1h30

Destinatários: Recomendado para famílias com crianças a partir dos 6 anos

Tarifário: €8,00/participante

Requer inscrição prévia (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

 

 20 de outubro

O Dia-a-Dia dos Animais

Quintinha de Monserrate I 11h00

 

Como vivem os animais da Quinta? O que comem? Onde dormem? O que sentem? Será que têm amigos como nós? Os animais conseguem aprender sem ir à escola? O que nos dão? São algumas das perguntas cujas respostas as crianças vão encontrar ao serem convidadas a contactar diretamente com os animais.

 

Destaque para a aprendizagem das principais diferenças entre as espécies domésticas, suas ancestrais selvagens e a importância da domesticação para o desenvolvimento das civilizações humanas.

 

Duração: 2h

Destinatários: Recomendado para famílias com crianças dos 4 anos aos 6 anos

Tarifário: €8,00/participante

Requer inscrição prévia (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

 

 

26 de outubro

Workshop sobre caixas-ninho para aves

Parque de Monserrate | 10h30

Atividade que decorre no âmbito do projeto BIO+Sintra, destinada a aumentar a disponibilidade de locais de nidificação para algumas aves da Serra de Sintra, tais como o Chapim-real, a Trepadeira e a Carriça. Para a construção das caixas serão utilizadas madeiras cortadas a partir de troncos de um cedro derrubado no temporal do passado mês de Janeiro, em Sintra, como forma de aproveitamento das árvores caídas.

Duração: 2h

Destinatários: maiores de 6 anos

Tarifário: Gratuito

Requer inscrição prévia (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

http://biomaissintra.parquesdesintra.pt/webapp/index.php/pt/site/noticias/55

 

  26 de outubro

O Tesouro do rei

Palácio de Sintra | 15h00

O que começa por ser uma simples visita guiada transforma-se numa aventura. Os participantes são desafiados a viajar no tempo, para descobrirem o que aconteceu ao tesouro do rei que vinha na nau D. Leonor, assaltada por piratas há quase quinhentos anos. Estará esse tesouro escondido no Palácio Nacional de Sintra? De pista em pista, o mistério será finalmente desvendado. Nesta demanda de aventura e mistério, revela-se a História e conquista-se conhecimento.

Duração: 2h

Destinatários: Recomendado para famílias com crianças a partir dos 6 anos

Tarifário: €8,00/participante

Requer inscrição prévia

 

 

 

27 de outubro

Viagem à corte do século XVIII

Palácio de Queluz | 15h00

Pé ante pé vamos fazer uma visita a todos os recantos do Palácio de Queluz, ouvir a sua História, conhecer pessoas de outra época. Vamos ouvir cantar, tocar e dançar músicas de setecentos. Saber como ali se realizavam grandes festas, e que vestidos e outros trajes se usavam neste espaço de enorme beleza e requinte. Vamos aprender que os príncipes e infantes não iam à escola mas tinham muitas matérias para aprender. Que outras surpresas haverá para descobrir? 

Duração: 2h

Destinatários: Recomendado para famílias com crianças a partir 5 anos

Tarifário: 8€/participante

Requer inscrição prévia (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

 

até final de outubro

Exposição das melhores imagens da primavera em Sintra

Espaço Info Parques de Sintra | 9h30 – 18h00

Imagens premiadas pelo júri do concurso de fotografia “Captar Sintra – A Biodiversidade das estações”, na sessão da Primavera de 2013, promovido no âmbito do projeto BIO+Sintra. A exposição, patente até final de Outubro no espaço Info Parques de Sintra, apresenta os três vencedores desta sessão, tendo o primeiro lugar sido atribuído à imagem “Biodiversidade em Monserrate”, da autoria de Dina Vieira, o segundo lugar à imagem “A chegada da Primavera”, da autoria de Cléon Santos, e o terceiro lugar à imagem “Por entre as gotas”, da autoria de Filipe Barroso. Adicionalmente, é também possível ver as quatro menções honrosas atribuídas pelo júri.

Destinatários: Todos

Tarifário: Gratuito

Mais informações: npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00

 

Todos os Dias

Passeios a cavalo e de pónei

Parque da Pena

Para os amantes da natureza e da vida equestre, o Parque da Pena tem agora disponíveis passeios a cavalo, em que o visitante percorre, de uma forma diferente, os caminhos e trilhos deste exemplar do Romantismo. A duração dos passeios a cavalo pode variar entre os 30 min., os 90 min., as 3h e as 6h. No programa mais longo existe a possibilidade de visitar outros polos sob gestão da Parques de Sintra e mesmo agendar um almoço em local a especificar. Todos os passeios são feitos mediante acompanhamento da tratadora dos cavalos, que guia os visitantes através do percurso.Os cavalos estão alojados no restaurado edifício da Abegoaria da Quinta da Pena, onde existem cavalariças para 3 cavalos Ardennais (que apoiam os trabalhos florestais e permitem os passeios de charrete) e 4 cavalos de sela e recreio (para turismo equestre nos parques de Sintra), bem como instalações para tratamento dos cavalos, serviço de veterinário e ferrador, armazém de alimentos e materiais de manutenção da Quinta da Pena.

A pensar nas crianças a Parques de Sintra lançou também mais uma atividade equestre, que permite aos mais novos terem a sua primeira experiência a cavalo num pónei, treinado especialmente para o efeito e acompanhados sempre por um guia.

Recomenda-se reserva prévia para garantir disponibilidade. Ao fim-de-semana a reserva é obrigatória.

PASSEIOS A CAVALO

Duração e Tarifário:

      - 30 min. – 10 euros;

      - 90 min. – 20 euros;

      - 3h – 50 euros;

      - 6h – 100 euros;

·        (suplemento ao bilhete para o Parque da Pena)

.          Mais informações: npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00

 

PASSEIOS DE PÓNEI

Duração: 15 min.

·         Tarifário: 5 euros

·        (suplemento ao bilhete para o Parque da Pena)

.          Mais informações: npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00

 

 

 De terça-feira a domingo

Exibições de Falcões e Exposição de Falcoaria

Jardins do Palácio de Queluz | 12h00

A Parques de Sintra disponibiliza, de terça a domingo, às 12h, nos jardins do Palácio de Queluz, exibições de falcoaria, num programa que inclui também a visita guiada às instalações das aves, bem como à nova exposição sobre falcoaria.

 

Pretende-se, com o projeto, recuperar e dar a conhecer uma arte que teve grande expressão na segunda metade do século XVIII, nomeadamente no Palácio de Queluz, altura em que a Casa Real detinha os falcões de caça mais raros e cobiçados (algumas das aves eram trazidas de lugares longínquos, como os presentes de luxo oferecidos pelos reis da Dinamarca ou pelo Grão-mestre da Ordem de Malta).

 

As aves de rapina que podem ser apreciadas no Palácio de Queluz (falcões, águias, e algumas espécies de rapinas noturnas), foram obtidas através de reprodução em cativeiro, e podem também ser observadas no seu local de repouso, junto à cafetaria do jardim (recentemente reaberta), bem como posar para as fotografias dos visitantes, que as podem pousar no próprio punho para o efeito, sempre com o acompanhamento dos falcoeiros.

 

Os visitantes poderão assim, com a aquisição de um suplemento ao bilhete para o Palácio ou Jardim, assistir aos voos das aves e, de seguida, serem guiados pelos falcoeiros numa visita de apresentação das instalações da falcoaria, conhecendo as caraterísticas de cada espécie e os pormenores relacionados com as rotinas diárias de manutenção. Por último, os visitantes são também guiados por uma exposição, através da qual é possível descobrir mais detalhes sobre a arte da falcoaria, a sua classificação como Património Cultural Imaterial da Humanidade, as origens, a História e a evolução, bem como aspetos da ecologia, da morfologia das aves, das técnicas de adestramento e das tradições a elas associadas, entre muitas outras informações. Esta exposição, possível também graças ao apoio da Fundação Calouste Gulbenkian ao nível da cedência de mobiliário expositivo, inclui painéis informativos, a exibição de peças relacionadas com a temática, vídeo e um slideshow sobre a falcoaria.

 

Exibições de Falcoaria + Visita guiada às instalações + Visita guiada à exposição

Terça-feira a domingo, 12h00

Suplemento ao bilhete para o Palácio ou Jardins: Adultos 7 euros | Jovem 3,5 euros*

*Este valor consiste num suplemento ao bilhete para os Jardins ou Palácio de Queluz

As exibições de voo poderão ser canceladas sem aviso prévio devido a condições meteorológicas

 

 

 

Todos os sábados e domingos

documentário ‘A Sinfonia’

Espaço Info Parques de Sintra | 15h30

 

O documentário "A Sinfonia", produzido no âmbito do projeto BIO+Sintra, está em exibição no espaço Info Parques de Sintra, todos os sábados e domingos, pelas 15h30, com entrada livre.

Através da apresentação de dez importantes valores naturais pela voz de biólogos especialistas introduzidos pela narrativa de João Rodil, conhecido escritor e historiador local, pretende-se, neste documentário, tornar pessoal e emocional o envolvimento do espectador na salvaguarda do equilíbrio dos ecossistemas da Serra de Sintra.

Documentário legendado em inglês.

·         Duração: 1h

·         Destinatários: Recomendado para famílias com crianças a partir dos 6 anos

·         Tarifário: Gratuito

 

 Todas as Quartas-Feiras e Sábados

Apresentação da Escola Portuguesa de Arte Equestre

Jardins do Palácio de Queluz | 11h00

A Escola Portuguesa de Arte Equestre está a realizar, todas as 4ªs feiras, às 11h, apresentações nos jardins do Palácio de Queluz, com a duração de 20 a 30 minutos. Estes espetáculos, organizados com os cavalos e cavaleiros da Escola de Arte Equestre, estarão acessíveis a todos os visitantes do Palácio e/ou Jardins de Queluz.

Sediada nos jardins do Palácio de Queluz, a Escola Portuguesa de Arte Equestre foi fundada em 1979 com a finalidade de promover o ensino, a prática e a divulgação da Arte Equestre tradicional portuguesa. Recupera a tradição da Real Picaria, academia equestre da corte portuguesa do século XVIII, que usava o Picadeiro Real de Belém, hoje Museu Nacional dos Coches, e monta exclusivamente cavalos lusitanos da Coudelaria de Alter.

Em Setembro de 2012, a gestão da Escola Portuguesa de Arte Equestre foi entregue pelo Governo à Parques de Sintra - Monte da Lua, juntamente com a gestão dos Palácios Nacionais de Sintra e Queluz. Atualmente encontra-se em desenvolvimento o projeto de recuperação das instalações, com o objetivo de melhorar as condições de trabalho, alojamento dos cavalos, acolhimento de visitantes e apresentações ao público. Mantêm-se também os espetáculos da Escola noutros locais nacionais e internacionais, bem como a participação em feiras da especialidade.

·         Duração: 30 min

·         Destinatários: Recomendado para famílias com crianças a partir dos 3 anos

·         Tarifário: Gratuito mediante aquisição de bilhete para o Palácio e Jardins de Queluz ou apenas para os Jardins de Queluz.

 

   

Todos os Dias

Exposição ‘Vitrais e Vidros: um gosto de D. Fernando II

Palácio da Pena

 

Esquecida durante décadas, a mais eclética coleção de vitrais do país beneficiou de uma profunda campanha de restauro.

Depois de meses de trabalhos de conservação, restauro e reconstituição, a Parques de Sintra - Monte da Lua SA (PSML) apresenta um notável conjunto de vitrais dos séculos XIV a XIX, no qual se inclui o mais antigo vitral conhecido em Portugal. A excecionalidade da ocasião motivou ainda a reorganização da coleção de vidros do palácio que, por se tratar de uma das mais representativas coleções da história do vidro europeu existente no nosso país, passará a estar exposta na Sala dos Veados juntamente com os vitrais. Esta mostra dá a conhecer ao grande público a diversidade e excelência de duas coleções até hoje negligenciadas e, ao mesmo tempo, disponibiliza-as à comunidade científica internacional para que possam beneficiar de futuros trabalhos de investigação.

Em 2013 a Parques de Sintra estabeleceu um protocolo com a Direção Geral do Património Cultural com o objetivo de trazer algumas peças que pertenceram à Coleção de vidros do rei D. Fernando II das reservas do Museu Nacional de Arte Antiga para integrarem a exposição "Vitrais e Vidros: um gosto de D. Fernando II", patente no Palácio da Pena. Assim, foram incluídas na exposição mais 12 peças de vidro europeu de elevadíssima qualidade, produzidas entre os séculos XV e XVIII, que podem agora ser novamente admiradas pelo público, depois de muitos anos afastados do olhar.

Este protocolo surgiu no seguimento da investigação que vem sendo realizada pela Parques de Sintra sobre a coleção de vitrais e vidros do rei D. Fernando II, e que tem procurado fomentar a divulgação sobre este importante conjunto de objetos. Em setembro de 2012, os primeiros resultados desta investigação foram apresentados em Piran, na Eslovénia, no XIX Congresso da Associação Internacional para a História do Vidro. Em novembro seguinte, a Parques de Sintra participou também na I Jornada do Vidro no Palácio Nacional da Ajuda. A investigação permitiu já identificar uma grande parte dos objetos que constituíam a Coleção de vidros que o rei D. Fernando juntou nos seus dois principais palácios: as Necessidades e a Pena, e que hoje estão dispersos por vários museus e palácios nacionais.

Este protocolo permitiu que uma seleção de objetos de vidro que o rei tinha no Palácio das Necessidades, agora nas reservas do Museu Nacional de Arte Antiga, pudesse ser exposta na Sala dos Veados do Palácio Nacional da Pena. O público pode, assim, conhecer melhor a esplêndida diversidade e qualidade da coleção de D. Fernando II.

Tratou-se portanto de uma adição de um conjunto de 12 peças venezianas e centro-europeias, que vem complementar a exposição de vitrais e vidros aberta ao público desde setembro de 2011 e que tem registado um enorme interesse não só por parte dos visitantes em geral como também de especialistas nacionais e internacionais (como foi o caso do Comité para a Conservação do ICOM, e do comité português do Corpus Vitrearum). Entre estas novas peças, merecem particular destaque uma taça veneziana com decoração esmaltada do século XV, um copo de Nuremberga do século XVII com uma paisagem pintada a negro e dois grandes cálices com tampa, um deles coroado com uma imponente águia bicéfala.

Tarifário: Gratuito mediante aquisição do bilhete para o Palácio da Pena

Mais informações: npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00

 

Todos os Dias

Sintra Canopy  - A floresta vista de cima

Encosta do Castelo dos Mouros

 

O "Sintra Canopy - A floresta vista de cima" é uma atividade que permite aos participantes deslizar por entre plataformas junto às copas das árvores (em alturas variáveis, até 30m), em percursos até cerca de 900 metros através de cabos e recorrendo à técnica de slide. Não exige esforço físico nem destreza particular e pode ser realizado por qualquer pessoa a partir dos 10 anos de idade.

 

Esta atividade de arborismo é única em Portugal na medida em que não existe nenhum local no país que una a emoção do slide com a aprendizagem sobre um ecossistema, e numa envolvente natural tão singular como a de Sintra. No Sintra Canopy os participantes desfrutam do local, não existindo os constrangimentos de atividades que impliquem o ultrapassar de obstáculos ou o cumprimento de tempos, - trata-se de um percurso de descoberta e diversão.

 

Percurso L:

7 plataformas, 400 metros de percurso

Duração até 1 hora

Todos os dias: 11h e 14h

19 Euros

 

Percurso XL:

11 plataformas, 900 metros de percurso

Duração até 2 horas

Todos os dias às 12h30, 15h30, 17h e 18h30

29 Euros

Bilhete Combinado Castelo dos Mouros + Percurso XL: 30 Euros

 

Descontos Percurso XL:

- 6 a 10 pessoas: 10%

- Mais de 10 pessoas: 20%

- Reserva e pagamento prévios: 10%

 

Destinatários:

- Maiores de 10 anos

 

Notas:

- Máximo de participantes em simultâneo: 10

- Aquisição do bilhete no Castelo dos Mouros ou na loja do Parque da Pena

- Não requer forma física especial nem familiaridade prévia com o equipamento

- A atividade pode ser cancelada sem aviso prévio, em função das condições meteorológicas.

- É possível agendar previamente grupos noutros horários

 

Informações e reservas: npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00

 

Todas as atividades, à exceção das Apresentações da Escola Portuguesa de Arte Equestre, dos Passeios a Cavalo e de Pónei, da Exposição ‘Vitrais e Vidros: Um gosto de D. Fernando II, do Sintra Canopy e dos Passeios de Charrete são de lotação limitada e requerem inscrição prévia (npa@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00)

 

O ‘Sintra Canopy’, as Apresentações da Escola Portuguesa de Arte Equestre, as Exibições de Falcoaria e os Passeios a Cavalo e de Pónei estão dependentes das condições meteorológicas.

 

 

 

Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua

A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. A sua criação teve como objetivo reunir as instituições com responsabilidade na salvaguarda e valorização da Paisagem Cultural de Sintra, e o Estado Português entregou-lhe a gestão das suas principais propriedades na zona. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.

Em 2012, os valores naturais e culturais que a PSML gere (Parque e Palácio da Pena, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate e Convento dos Capuchos) receberam aproximadamente um 1.138.000 visitas, mais de 90% das quais por parte de estrangeiros. Desde Setembro de 2012 é também responsável pelos Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, bem como pela Escola Portuguesa de Arte Equestre, sediada em Queluz.

São acionistas da PSML o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

www.parquesdesintra.pt ou www.facebook.com/parquesdesintra