Orçamento Participativo de Cascais elege 16 propostas no valor de 2,5 milhões

Orçamento Participativo de Cascais elege 16 propostas no valor de 2,5 milhões

 

A segunda edição do Orçamento Participativo de Cascais aprovou 16 projetos, mais quatro do que na edição anterior, o que levou a Câmara Municipal a alargar a verba de investimento de 1,5 para 2,5 milhões de euros.
Uma vez que esta segunda edição do Orçamento Participativo bateu recordes de participação, com mais de 23 mil votos válidos, a Câmara de Cascais decidiu aumentar o número de projetos aprovados e também a verba disponível anteriormente anunciada, informou a autarquia em comunicado.
"De um ano para outro triplicámos o número de votos e aumentámos o valor de orçamento disponível para 2,5 milhões de euros. Em termos de valor real, este é um dos Orçamentos Participativos mais altos do país", afirmou o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras.
Um parque canino em São Pedro do Estoril, construção de telheiros para as escolas de primeiro ciclo na Alapraia, requalificação da Quinta do Rato, criação de uma horta comunitária na Quinta da Bela Vista, espaços lúdicos inclusivos na Malveira da Serra e intervenção paisagística no Vale da Amoreira foram alguns dos projetos eleitos.
As sugestões de investimento ao município foram contabilizadas ao fim de nove sessões de Orçamento Participativo, realizadas nas seis freguesias do concelho (Alcabideche, São Domingos de Rana, Estoril, Cascais, Carcavelos e Parede) e nas quais participaram 395 pessoas.
A grande novidade desta segunda edição foi a votação que se fez exclusivamente por mensagem escrita por telemóvel de forma gratuita.