Oeiras: Parque das Perdizes convida a desfrutar a Natureza

Oeiras: Parque das Perdizes convida a desfrutar  a Natureza

Entre um templo do consumo (o Oeiras Parque) e o futuro Centro de Congressos, Feiras e Exposições, vai haver, em breve, um novo espaço verde e natural para descansar a vista e o espírito. O Parque das Perdizes – assim designado porque por ali deambulam as ditas cujas e seus filhotes, como os jornalistas puderam constatar em recente visita de trabalho com o presidente da Câmara e diversos técnicos da autarquia – estende-se por três hectares e deverá estar pronto em Outubro, resultado de um investimento de 900 mil euros e dos trabalhadores municipais desta área.
Segundo explicou Madalena Castro, vereadora dos Espaços Verdes, aproveitando a modelação do terreno, o espaço terá miradouros, com vista para a paisagem envolvente e para o interior do parque, “onde espaços de sequeiro coexistirão com sementeiras de prados naturais e plantações da flora autóctone, tendo, no eixo principal, um prado regado que viabilizará uma zona de recreio informal”.
Haverá, também, um pequeno anfiteatro natural, para além dos bebedouros e comedouros destinados a manter a presença das aves que por ali costumam aparecer.
“O objectivo é manter a vivência silvestre e a biodiversidade existentes”, acrescentou a vereadora Madalena Castro.
Além de quebrar a agitação própria do centro comercial (o frenesim do futuro centro de congressos não se fará notar, infelizmente, nos próximos tempos...), o Parque das Perdizes servirá de contraponto, também, às zonas residenciais e de serviços igualmente situadas ali perto, complementando e assegurando até uma certa continuidade à mancha verde do Parque dos Poetas, cuja segunda fase deverá estar pronta já em Setembro.