Oeiras forma crianças para o empreendedorismo

Oeiras forma crianças para o empreendedorismo
À semelhança do ano anterior e na sequência do projeto Escolas Empreendedoras, o Município de Oeiras vai proceder, entre 10 e 19 de Janeiro, à entrega dos kits pedagógicos às crianças do 1º ciclo, abrangidas pelo referido projeto, que visa promover o espírito empreendedor junto de crianças e jovens do concelho.
 
Os primeiros kits serão entregues no dia 10 de janeiro, às 14H30, na EB1 JI Porto Salvo, do Agrupamento de Escolas Aquilino Ribeiro.
 
Recorde-se que o Projeto “Escolas Empreendedoras”, desenvolvido pela Câmara Municipal de Oeiras na área do Emprego e Empreendedorismo, tem por objetivo a promoção do empreendedorismo nas escolas com o objetivo de formar, educar e sensibilizar as crianças e os jovens para uma cultura do empreendedorismo e a desenvolver competências e atitudes diferenciadas ao nível da criatividade, autonomia, cooperação e capacidade de adaptação perante situações novas. Este ano, o projeto envolve ao nível do 1º ciclo de ensino básico 26 professores, 26 turmas e 477 alunos e ao nível do secundário 33 professores, 28 turmas e 646 alunos.
 
De assinalar que este projeto é um dos vetores estratégicos do Plano de Ação Municipal para o Emprego e Empreendedorismo – Oeiras HUB que tem como objetivos fomentar o espírito empreendedor, com particular incidência em grupos específicos de munícipes, promovendo uma educação para o empreendedorismo; promover a inclusão, o emprego e a requalificação do tecido económico e social de Oeiras, através do apoio à criação de pequenos negócios, do incremento da relação empresas - comunidade – munícipes; criar uma rede sustentável de apoio ao emprego e empreendedorismo, nas suas diversas formas e vertentes; promover as competências e as qualificações profissionais, facilitando assim os processos integrativos dos jovens e dos adultos desempregados.
 
Alinhados com os objetivos expostos, as medidas de atuação municipal que têm sido levadas a cabo no âmbito do Programa Oeiras HUB passam pela adoção de políticas ativas de proximidade com os trabalhadores; pela promoção das condições de empregabilidade; pelo reforço das oportunidades de emprego; pela valorização das competências formativas e pelo fomento de medidas e projetos que promovam o empreendedorismo de forma sustentada. A fundamentar tais medidas e no sentido de reforçar a atuação nesta matéria o Município tem vindo a investir na realização de candidaturas a projetos financiados no âmbito dos fundos comunitários Portugal 2020.